ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 27º

Política

Homens recebem quase o triplo das mulheres em doações de campanha

Candidatas do gênero feminino receberam R$ 2,9 milhões contra R$ 8,3 milhões dos candidatos

Gabriel de Matos | 29/09/2022 11:50
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Eleitor na cabine de votação (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Eleitor na cabine de votação (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Os candidatos do gênero masculino em Mato Grosso do Sul receberam quase o triplo de doações de pessoas físicas, na comparação com as candidatas mulheres. Os dados são do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), analisados pelo Campo Grande News.

O Estado tem, somando todos os cargos em disputa para a eleição de 2022, 580 candidatos. Desses, 200 são do gênero feminino e 380 do masculino. Mesmo assim, a média de valor recebido pelos homens é maior.

O financiamento de campanhas com base nas doações de pessoas físicas é 284% maior. As candidatas receberam de doadores, em média, aproximadamente R$ 14,7 mil. Já os homens ficaram com R$ 22 mil. A diferença é de R$ 7,3 mil por candidatura de homem e de mulher, ou seja, 24% a mais.

Para o cientista político e professor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) Daniel Estevão de Miranda, a tendência é que maior parte dos recursos sejam destinados a homens, por conta das estruturas partidárias já existentes.

"Como os partidos são dominados por homens, a maioria das lideranças são homens e há uma série de outros fatores, a tendência é que mulheres recebam menos."

Fundo Eleitoral - Ao somar o FEFC (Fundo Especial de Financiamento de Campanha), o Fundo Eleitoral, a diferença é de R$ 51,8 milhões entre os recursos dos partidos para as mulheres e para os homens.

O Congresso Nacional promulgou a Emenda Constitucional 117, em 2022, que obriga partidos a destinarem pelo menos 30% dos fundos Eleitoral e Partidário às candidaturas femininas. Além disso, o texto prevê que a mesma proporção será usada para a divisão do tempo de propaganda eleitoral gratuita dos partidos no rádio e na televisão.

Em Mato Grosso do Sul, 27 partidos disputam as eleições deste ano. A proporção prevista na Emenda foi seguida no Estado. As candidaturas femininas ficaram com R$ 32.440.055,90 (33% do total) e as candidaturas masculinas ficaram com R$ 64.873.311,77 (67% do total).

Em média, as mulheres ficaram com R$ 162,2 mil e os homens com R$ 170,7 mil. A diferença ficou em R$ 8,5 mil.

(*) Colaborou Guilherme Correia.

Nos siga no Google Notícias