A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

21/05/2016 15:51

Igrejas que recebem Marcos Feliciano são pichadas com frases de repúdio

O polêmico pastor e deputado do partido social cristão participa de culto e vigilia esta noite em Campo Grande

Alberto Dias
Sede da Assembleia de Deus Missões é pichada em Campo Grande. (Foto: Direto das Ruas)Sede da Assembleia de Deus Missões é pichada em Campo Grande. (Foto: Direto das Ruas)

Depois de cumprir agenda na cidade de Angélica, a 265 quilômetros de Campo Grande, o deputado federal, Marco Feliciano (PSC-SP) retornou à Capital onde visitará unidades da Assembleia de Deus na noite deste sábado (21). As igrejas foram pichadas com mensagens ofensivas ao pastor, chamado de fascista, e também ao governo do presidente interino Michel Temer (PMDB).

Entre as igrejas que receberam as frases de protesto está a Nova Redenção da Fé, localizada na Rua 13 de Maio, onde o deputado participa logo mais, às 19h, do Culto de Avivamento. De lá ele parte para sede da Assembleia de Deus Missões, na Avenida Brilhante, onde participa da Vigília da Comunhão, organizada pelo colega pastor e deputado federal Elizeu Dionízio (PSDB-MS) e que deve começar às 23h. O local também recebeu palavras de repúdio como "fascista" e "golpista", além de "Temer jamais".

Neste momento, ambos gravam na sede da Assembleia Missões. Feliciano é acompanhado por Elizeu Dionísio, que era suplente do deputado Marcio Monteiro (PSDB-MS) e assumiu a cadeira na Câmara em fevereiro de 2015. Em setembro, Dionísio deixou o Solidariedade para se tornar também um tucano representando Mato Grosso do Sul em Brasília.

No Estado desde ontem, Marcos Feliciano cumpre uma série de agendas na Capital e no interior do Estado. Em Angélica, ele participou da Caravana da Família, realizada pela Igreja Assembleia de Deus Missões, com cultos, palestras, shows gospel e outras atrações, assim como atendimento em outros setores, como saúde.

De acordo com a organização, o evento tem como prioridade "aproximar as pessoas de Cristo" e consequentemente "valorizar a família". Ainda está previsto um retorno ao Estado, na próxima quinta-feira (26), onde irá prestigiar mais uma edição da Caravana da Família, no município de Nova Andradina.

Feliciano gerou polêmica depois de algumas declarações no Congresso Nacional, contrárias ao movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions