A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

07/01/2011 11:26

Justiça indefere candidatura de Elias Ishy à prefeitura de Dourados

Aline dos Santos
Pedido de candidatura, registrado quarta por Ishy, foi negado pela Justiça Eleitoral. (Foto:Hédio Fazan)Pedido de candidatura, registrado quarta por Ishy, foi negado pela Justiça Eleitoral. (Foto:Hédio Fazan)

A Justiça Eleitoral indeferiu o pedido de registro de candidatura do vereador Elias Ishy (PT), que pretende disputar a prefeitura de Dourados.

A decisão é do juiz Eduardo Machado Rocha.

Na análise do magistrado, vale a convenção municipal do PT, homologada pelo diretório regional, que indicou a petista Dinaci Ranzi como vice na chapa liderara por Murilo Zauith (DEM). “Não há nenhuma prova de que a Executiva Nacional tenha invalidado a convenção”, salienta.

Desta forma, prevaleceu a indicação da convenção partidária, realizada dia 2 de janeiro. Elias Ishy, que ainda não tinha conhecimento do indeferimento, já antecipou que vai recorrer contra a decisão do juiz eleitoral no TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral).

A candidatura de Ishy, com o petista Eduardo Demaman para vice, representava a ala do partido que não concorda com a aliança com o DEM, maior rival político do PT em âmbito nacional.

Ishy enfatiza que apresentou o pedido de candidatura para resguardar direitos caso a Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores vete a aliança.

O setor contrário à aliança sustenta que o comando nacional vetou a coligação, já os favoráveis à coligação afirma que se trata apenas de uma recomendação.

De acordo com documento assinado pelo secretário Nacional de Organização do PT, Paulo Frateschi, o partido “não deve incluir o DEM na cabeça de chapa”. Frateschi reforça que o documento é uma resolução e não apenas recomendação.

Segundo o presidente estadual do partido, Marcus Garcia, o Congresso Nacional do PT definiu em 2008 que o partido, em cidades com menos de 200 mil eleitores, pode fazer alianças com siglas fora da base aliada mediante decisão da direção municipal e a homologação do diretório regional.

A eleição extemporânea será no dia 6 de fevereiro. O eleito será diplomado no dia 28 de fevereiro e vai administrar a segunda maior cidade do Estado por dois anos.

PT pode pedir impugnação da candidatura de Elias Ishy em Dourados
Presidente do diretório municipal do PT em Dourados, Tenente Pedro diz que várias pessoas ligadas ao partido defendem a ideia de pedir a impugnação d...
Elias Ishy enfrenta direção do PT e vai registrar “chapa pura” em Dourados
Contrariando decisão da direção regional do PT, o vereador Elias Ishy prepara documentos e registrará até às 18h desta quarta-feira a “chapa pura” pa...
Aliança com Murilo em Dourados deflagra guerra no PT
A inusitada aliança com o DEM, definida ontem em Dourados, deflagrou uma guerra na direção do Partido dos Trabalhadores. Água e óleo em âmbito nacion...


Mas que sede por poder hein? será que vai rolar muito dinheiro solto na prefeitura ainda?
 
Gilberto Silas em 07/01/2011 01:55:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions