A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

16/10/2017 21:47

Justiça barra expulsão de Tereza Cristina e PSB avalia 'alternativas'

Nyelder Rodrigues

Em xeque dentro do PSB, a deputada federal sul-mato-grossense Tereza Cristina conseguiu, junto a outros três colegas de partido, que a Justiça impedisse a tentativa de expulsão deles da sigla. Ainda assim, a reunião marcada para a noite desta segunda-feira (16) em Brasília (DF) foi mantida.

Com a expulsão impedida em decisão liminar, o diretório nacional do PSB agora discute sanções alternativas aos parlamentares, que fazem parte da base do presidente Michel Temer (PMDB) e votar a favor de questões propostas pelo governo, mas que vão contra a atual orientação dos socialistas.

Os 107 membros do diretório foram convocados para julgarem o processo, além de Tereza, dos deputados federais Danilo Forte (CE), Fábio Garcia (MT) e Fernando Coelho Filho (PE), que se licenciou para assumir o ministério de Minas e Energia.

Na Câmara dos Deputados, os quatro parlamentares descumpriram a decisão unânime da Executiva e do diretório do partido e votaram favoravelmente à reforma trabalhista proposta pelo presidente Michel Temer.

De acordo com o vice-presidente do PSB, Beto Albuquerque, os deputados se "apegaram a uma filigrana jurídica para adiar" a deliberação do partido, que já recorreu das decisões.

"Se não houver hoje ainda a revisão por parte do juiz que deu a liminar ou do Tribunal de Justiça dos recursos que estamos apresentando, vamos hoje ainda convocar nova reunião para o dia 26, a próxima quinta-feira, e faremos aquilo que faríamos hoje", disse Albuquerque.

Para o deputado Júlio Delgado (PSB-MG), há outras medidas que podem ser tomadas pela Executiva do partido que não a de expulsar os deputados da sigla e que não descumpririam a liminar da Justiça Federal.

"Há um desespero daqueles que, na iminência de sair [da sigla], entram na Justiça para permanecer onde aqueles que estão não os desejam mais. O partido vai sair maior do que isso. Talvez a reação contra eles seja maior do que essa que eles estão tentando produzir hoje ao nosso PSB", declarou, antes da reunião do diretório.

A maioria da bancada federal também pode decidir destituir Tereza Cristina da liderança do partido na Câmara. Além dos quatro deputados, outros nove integrantes do partido possuem processos disciplinares em andamento por votarem a favor de Temer e contra deliberações do PSB nos últimos meses.

(Com informações da Agência Brasil)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions