A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

14/02/2017 09:02

Justiça nega recontagem em eleição decidida por apenas um voto

Candidata derrotada requisitou uma nova apuração na cidade

Leonardo Rocha
Alexandrino Arevalo venceu a eleição em Aral Moreira por apenas um voto (Foto: Bela Vista MS)Alexandrino Arevalo venceu a eleição em Aral Moreira por apenas um voto (Foto: Bela Vista MS)

A Justiça Eleitoral negou a recontagem de votos na cidade de Aral Moreira, que fica a 364 km de Campo Grande, onde o prefeito eleito, Alexandrino Arevalo Garcia (PR), venceu a disputa por apenas um voto, sobre sua rival, Marines de Oliveira Costa (DEM). Na decisão, se especificou que não havia qualquer razão ou argumento plausível, para fazer esta nova apuração.

O recurso foi apresentado pela candidata derrotada, que alegou que uma das urnas eletrônicas, apresentou defeito e que sua substituição não seguiu as determinações do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), já que a falha ocorreu na hora em que um eleitor emitia seu voto, o que poderia comprometer o resultado final do pleito, pois foi decidido por diferença mínima.

O pedido ainda requisitava a anulação da votação nesta seção eleitoral, realizando a recontagem dos votos. O prefeito eleito também apresentou contestação no processo, alegando que não houve qualquer irregularidade.

A juíza Sabrina Rocha Margarido fez uma coleta de informações a respeito da substituição desta urna na cidade, junto ao setor de tecnologia do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de MS), assim como o servidor que realizou o procedimento no dia da eleição e chegou a conclusão que não houve nada de irregular.

"A simples substituição de urna de votação não é motivo bastante a ensejar a nulidade da urna", apresentou ela, na sua decisão. A juíza ainda lembrou que não há nenhuma "menção" a irregularidades do servidor e que os próprios fiscais dos partidos, não fizeram nenhuma reclamação. "Não há como presumir que seu voto tenha sido computado por duas vezes, ou não computado".

Sabrina ainda registrou que qualquer pedido de recontagem de votos, deve ser feito de forma imediata, após a apuração de cada urna. Alexandrino venceu a eleição em Aral Moreira com 2.558 votos, já Marines de Oliveira teve 2.557 (votos), no pleito mais disputado do Estado, em 2016.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions