A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

27/02/2009 15:50

Justiça rejeita denúncia do MPE contra Coronel Ivan

Redação

A Justiça rejeitou hoje a denúncia que o MPE (Ministério Público Estadual) apresentou contra o deputado estadual Coronel Ivan de Almeida (PDT), acusado de envolvimento na exploração de jogos de azar em Campo Grande.

Na prática, Coronel Ivan nem sequer foi processado. A decisão foi tomada porque ele já responde por crime semelhante na Justiça Federal.

A denúncia de contrabando de máquinas caça-níqueis foi feita pelo MPF (Ministério Público Federal) e corre no TRF (Tribunal Regional Federal), em São Paulo.

O advogado de Ivan, Ronaldo Franco, afirmou que o deputado também deve ser absolvido na Justiça Federal, já que não há provas de que ele importou máquinas caça-níqueis do exterior.

O nome do deputado foi citado durante a "Operação Xeque-Mate", comandada pela Polícia Federal para desmontar o esquema de exploração ilegal de jogos no País.

Ivan teve conversa interceptada pela PF, no momento em que falava com Ari Silas Portugal, apontado como líder de uma das organizações criminosas que exploravam o jogo ilegal no Brasil.

Isso aconteceu na época em que Ivan era comandante da polícia Militar do Estado, durante o governo Zeca do PT.

A gravação, feita em 2007, revela uma conversa onde Ivan cobra Portugal sobre o pagamento de um valor considerado por ele como pequeno, R$ 2,5 mil em 20 dias de serviço, quando na verdade, deveria receber R$ 100 mil.

Por ser deputado, Ivan teve foro privilegiado e não entrou na lista dos 58 acusados enviada à justiça quando o caso veio à tona. Mesmo assim, ele negou envolvimento no esquema.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions