A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2018

24/05/2011 13:10

Lino Oviedo faz palestra em busca de votos e defende a Unasul

Vanda Escalante
Lino Oviedo fez palestra em Campo Grande nesta terça-feira. (Foto: Vanda Escalante)Lino Oviedo fez palestra em Campo Grande nesta terça-feira. (Foto: Vanda Escalante)

Com uma palestra em que o tema central foi a defesa da efetiva implementação e fortalecimento da Unasul (União de Nações Sul-Americanas), Lino Oviedo, 67 anos, começou nesta terça-feira (24), em Campo Grande, sua campanha rumo à eleição para presidência do Paraguai, que será realizada em 2013.

De acordo com Oviedo, o objetivo de estar em busca dos potenciais votos fora do território paraguaio se deve ao grande número de conterrâneos residentes nos países vizinhos. “Quero que todos os cidadãos paraguaios tenham oportunidade de votar. E especialmente em Mato Grosso do Sul, para onde muitos vieram em busca de oportunidades”, afirmou.

A permissão para votação de paraguaios que residem no exterior, como ocorre no Brasil pode ser aprovada em outubro deste ano em um referendo nacional a ser convocado do Tribunal Superior de Justiça Eleitoral do Paraguai.

Oviedo é líder do partido UNACE (União Nacional dos Cidadãos Éticos), defende a Unasul inclusive como instrumento para um combate mais eficaz aos crimes internacionais, como o tráfico de drogas. “Além disso, assim como aconteceu com a União Européia, nós podemos facilitar as transações econômicas e o diálogo entre os povos”, disse, completando que quer ser presidente “para que o Paraguai não continue seguindo como país de alto risco, com falta de segurança e alta impunidade”.

Unasul - A Unasul (União de Nações Sul-Americanas) é formada pelos doze países da América do Sul. O tratado constitutivo da organização foi aprovado durante Reunião Extraordinária de Chefes de Estado e de Governo, realizada em Brasília, em 23 de maio de 2008. Nove países (Argentina, Bolívia, Chile, Equador, Guiana, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela) ratificaram o tratado, que entrou em vigor no dia 11 de março de 2011.

Histórico - Lino César Oviedo Silva já foi comandante do Exército, esteve preso por tentativa de golpe militar em 1996. Também foi acusado de mandar matar o ex-vice-presidente Luis María Argaña. Chegou a ser condenado a dez anos de prisão, mas foi solto com cerca da metade da pena cumprida e, na seqüência, autorizado a disputar as eleições. Chegou a ter o ‘status’ de exilado no Brasil. Nas últimas eleições, Oviedo ficou em terceiro lugar, com Blanca Ovelar em segundo e Fernando Lugo em primeiro.



O nosso vizinho irmão Paraguai anda a passos curtíssimos no que se refere à uma Democracia Participativa mas daí apoiar um cantidado com um passado de golpe, prisão e outros é demais , que tenhamos compromissos com candidaturas com histórico e perfil com ética, moral democrático que possa verdadeiramente libertar o povo paraguai.
 
joatan loureiro da silva em 25/05/2011 07:31:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions