A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

30/10/2015 08:35

Mãe passal mal e Dilma cancela viagem a MS para lançar obra em fábrica

Viviane Oliveira e Renata Volpe Haddad
Equipe de segurança da presidência tem reforço da das polícias do Estado. (Foto: Gerson Walber) Equipe de segurança da presidência tem reforço da das polícias do Estado. (Foto: Gerson Walber)

A presidente Dilma Rousseff (PT) cancelou viagem a Mato Grosso do Sul prevista para a manhã de hoje (30). Ela participaria do lançamento da pedra fundamental do Projeto Horizonte 2 da Fibria, em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande.

Conforme a assessoria de imprensa da presidência, Dilma cancelou o compromisso porque sua mãe passou mal ontem (29) à noite. Quem vem no lugar dela é a ministra de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu.

A equipe de segurança, comunicação e cerimonial da presidência chegou na terça-feira (27), na cidade. Somente o esquema de segurança tem 250 pessoas envolvidas, além das policias do Estado. 

Também participam do evento o presidente da Fibria, Marcelo Castelli e outras autoridades da empresa, além do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que pretendia conversar com Dilma sobre a paralisação da obra da UFN3 (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados) em Três Lagoas, ocorrida em 2014. O governador disse que iria pedir à presidente que a obra fosse retomada. A demissão de mais de 2 mil funcionários abalou a economia do município.

Evento - O projeto de ampliação, chamado de Horizonte 2, tem investimento de R$ 7,7 bilhões e previsão de gerar 40 mil empregos. A fábrica sul-mato-grossense chegará a uma capacidade total de 3,05 milhões de toneladas/ano, transformando-se em um dos maiores unidades de produção de celulose de eucalipto do mundo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions