A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

10/05/2016 16:00

Milionário parente de Bumlai: conheça o perfil do suplente de Delcídio

Antonio Marques
Milionário bem sucedido na área da educação, Pedro Chaves pode assumir a vaga de Delcídio no Senado (Foto: Reprodução / Facebook)Milionário bem sucedido na área da educação, Pedro Chaves pode assumir a vaga de Delcídio no Senado (Foto: Reprodução / Facebook)

Milionário bem sucedido e bem relacionado na área da educação, Pedro Chaves dos Santos Filho (PSC) fez fortuna no ramo da educação e entrou na política apenas em 2010, quando se tornou suplente de Delcídio do Amaral (sem partido-MS). No fim de 2013, a pedido do senador, Chaves assumiu o cargo de secretário de Governo do prefeito Alcides Bernal (PP), na primeira etapa de sua gestão.

Em 2014, durante as eleições em que Delcídio foi candidato ao governo de Mato Grosso do Sul, Pedro Chaves foi um dos coordenadores da campanha. No entanto, ele nunca foi testado nas urnas e seu interesse pela atividade política é relativamente recente.

Além do bom trânsito no mundo dos negócios, o homem que pode suceder Delcídio no Senado é ligado à família do pecuarista José Carlos Bumlai, preso um dia antes de Delcídio, no dia 24 de novembro, por suspeitas de envolvimento na operação Lava Jato.

A filha de Chaves, Neca Chaves Bumlai, é casada com o filho de Bumlai, Fernando Bumlai. Na ocasião da prisão do pecuarista, a Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão na residência do casal em Campo Grande.

Biografia - Toda sua atuação desde a década de 70, quando começou a construir um “império” no setor educacional privado, esteve ligada à atividade empresarial e como educador. Ex-professor de Matemática do Senai, Chaves foi fundador da MACE, em 1970, e do Cesup (Centro de Ensino Superior de Campo Grande) quatro anos depois, embrião do que viria a se tornar a Uniderp.

Pedro Chaves foi reitor da Uniderp até outubro de 2006, quando a vendeu para Anhanguera Educacional Participações S/A, de São Paulo (SP). O negócio foi celebrado por R$ 200 milhões, mas incluiu também a Unaes (Centro Universitário de Campo Grande) e as Faculdades Integradas de Dourados, Ponta Porã e Rio Verde e o Instituto de Ensino Superior de Dourados, além das atividades de ensino à distância da Uniderp.

Famoso pelo sucesso de seus empreendimentos na área educacional, onde fez fortuna, hoje Pedro Chaves vive de suas rendas pela venda de suas empresas, embora ainda possua receita de cotas como sócio da MACE.

Na última campanha eleitoral, em 2010, declarou patrimônio de R$ 69,3 milhões, dos quais quase R$ 50 milhões investidos em aplicações financeiras. Só em aplicação em LCI do Banco Santander, ele tinha, na época, investidos R$ 30 milhões, além de R$ 5,4 milhões em aplicação de renda fixa no Banco Itaú, R$ 5,2 milhões em CDB do Santander e R$ 4,49 milhões no HSBC.

Riquíssimo, Pedro Chaves é dono de avião e diversos bens imóveis, entre os quais um apartamento no Rio de Janeiro no valor de R$ 2,3 milhões e um prédio com cinco pavimentos no lote 13 de Maio avaliado em R$ 2,4 milhões.

Formado em Ciências Econômicas e Engenharia Econômica, Pedro Chaves é pós-graduado em Economia na FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo). Foi vice-presidente da Sociedade de Defesa do Pantanal - Sodepan; diretor da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande/MS e vice-presidente do Conselho Regional de Economistas do Estado de Mato Grosso do Sul – Corecon/MS.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions