A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

30/07/2015 12:36

Ministro diz que país passa por ajuste e sempre existiu conflito na política

Antonio Marques e Leonardo Rocha
O ministro de Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo, disse que conflitos na política no país sempre existe, mas que é preciso respeitar as regras do Brasil (Foto: Marcos Ermínio)O ministro de Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo, disse que conflitos na política no país sempre existe, mas que é preciso respeitar as regras do Brasil (Foto: Marcos Ermínio)

O Ministro da Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo (PcdoB) declarou nesta manhã, em Campo Grande, que o Brasil passa por momento de ajuste, algo que não é desconhecido para os países e nem para os empresários e que na política brasileira sempre teve conflito desde à independência, referindo-se a crise política e econômica atual. Ele veio à Capital para abrir o Fórum de Ciência e Tecnologia, que aconteceu pela manhã, na sede do Crea (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia).

Aldo Rebelo disse que tanto países como empresários fazem ajustes e lembrou que em 2003, quando era líder do governo, no primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, também houve um ajuste, “tanto que passamos o ano inteiro no aperto e só em 2004 a economia retomou o crescimento”, comentou.

Para ele, a expectativa do governo é que de o país voltar a crescer no ano que vem. “Todos olham para o Brasil com otimismo e confiança”, revelou o ministro, referindo-se aos investidores e governos de outros países. Ele destacou também que o Brasil tem uma fronteira agrícola, fonte de alimento; e uma mineral (de ferro, petróleo e gás natural), sem considerar uma base industrial sólida.

O ministro de Ciência e Tecnologia declarou também que o Brasil, com mais de 200 milhões de pessoas, é um grande mercado consumidor e não tem atritos e ameaças dos países vizinhos. “O Brasil se dá bem com todo mundo. A economia é forte, tanto na área industrial, como agropecuária e temos um comercio diversificado”, ressaltou Aldo Rebelo, acrescentando que o país está expandindo a área de pesquisa, multiplicando o número de mestres e doutores, que vai agregar na economia.

Política – Sobre a crise política, Rebelo disse que no Brasil sempre viveu em conflito, desde à independência. “Se nós examinarmos a história, sempre vivemos em conflito”, comentou. Ele citou como exemplo, José Bonifácio, um dos principais nomes da independência, que um ano depois estava fora do governo e exilado. Lembrou que na República, o primeiro presidente, Marechal Deodoro, renunciou antes de terminar o mandato.

Entretanto, Aldo Rebelo alertou que agora existem regras claras na democracia. “Temos eleitos com mandatos para prefeito, governador e presidente. Trata-se agora de respeitar os mandatos”, declarou, considerando que no ano que vem terá eleição para prefeito e em 2018, novas eleições para. “Ou seja, vamos respeitar as regras do Brasil”, concluiu.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions