A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

13/12/2018 13:23

Moro foi receptivo a sugestões apresentadas, afirma governador

Azambuja entregou lista com ideias sobre segurança pública ao futuro Ministro da Justiça Sérgio Moro

Izabela Sanchez
Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante seminário da União das Câmaras de Vereadores nesta quinta-feira (13) (foto: Izabela Sanchez)Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante seminário da União das Câmaras de Vereadores nesta quinta-feira (13) (foto: Izabela Sanchez)

O governador de Mato Grosso do Sul Reinaldo Azambuja (PSDB) declarou, nesta quinta-feira (13) que o futuro ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro foi “receptivo” com as propostas apresentadas sobre segurança pública. O governador participou, durante a manhã, do Seminário de Vereadores promovido pela União das Câmaras dos Vereadores em Campo Grande.

Na quarta-feira (12) Azambuja entregou ao futuro ministro um documento com 21 propostas voltadas para a área de segurança em Mato Grosso do Sul e na fronteira. O ofício com as sugestões foi entregue durante o Fórum de Governadores, na tarde de quarta-feira (12), ocasião que reuniu 23 gestores eleitos e reeleitos, além de dois vices.

“Foi recebida de forma positiva. Ele se mostrou interessado, estava com toda equipe que vai compor o ministério. São medidas que, se implementadas, vão ajudar na segurança pública tanto dos estados quanto do governo federal e acho que, agora, é as medidas e ações que o Moro vai implantar”, comentou o governador.

Videomonitoramento - Entre as propostas apresentadas no documento, o governador pediu a instalação de videomonitoramento com reconhecimento óptico nas chamadas cidades gêmeas, que são município inseridos nas fronteiras, com características similares, a exemplo de Coronel Sapucaia, em Mato Grosso do Sul, que fica ao lado de Capitán Bado. O documento também pede instalação das câmeras nas principais rodovias federais e estaduais de acesso aos países vizinhos.

O governador comentou sobre algumas das prioridades elencadas no documento, entre elas, a aprovação de projetos de custeio do Depen (Departamento Penitenciário Nacional). “A prioritária é o Depen, que tem dinheiro na conta, para aprovar projetos, a questão de usar o Fusp (Fundo de Segurança Pública Federal) para custear diárias e pagamentos do chamamento da reserva dos policiais, pode trazer novamente novos policiais para a ativa, fortalecer essas estruturas”, relatou.

“Outra ideia é do governo federal, através do Ministério, fazer as atas dos equipamentos, viaturas, equipamento de proteção pessoal, scanners, fazer atas nacionais, no qual os governos estaduais aderiram a essa ata, aí você vai baratear o custo e ter uma ata comum de preço no Brasil todo, que é uma outra sugestão que eu acho importante ser implementada”, afirmou.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions