ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, DOMINGO  23    CAMPO GRANDE 24º

Política

Na 1ª aparição após derrota, Marquinhos agradece apoiadores e família

Marquinhos Trad (PSD) estava "sumido" desde o final da apuração dos votos, neste domingo (2)

Adriano Fernandes | 03/10/2022 19:42
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Quase 24h depois de amargar derrota na disputa ao governo do Estado, ficando em 6º lugar na disputa o ex-prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), se pronunciou através do Instagram, no começo da noite desta segunda-feira (3). Desde ontem à noite após o fim da apuração dos votos o então candidato não dava as caras.

Nem mesmo a assessoria do então candidato conseguia conversar com ele, apurou o Campo Grande News. Por meio de vídeo, Marquinhos agradeceu à famílai e aos apoiadores que estiveram ao lado dele no pleito.

"O jogo democrático é assim", disse à respeito da derrota. "Mas venho aqui para deixar o meu recado de gratidão a todas as pessoas que me apoiaram durante esta caminhada. Principalmente aos meus amigos a você Tatiana, minha esposa e às minhas quatro filhas. Não irei deixar esse momento me abalar", acrescentou Marquinhos.

Trad disse ter convicção de que tudo que acontece em "nossas vidas tem um propósito maior" e reafirmou o seu compromisso com o povo. "Eu já fui o vereador do povo. O deputado do povo. O prefeito do povo e agora estou pronto para ser o Marquinhos do povo, porque para quem tem compromisso com a nossa gente, não importa mandato, mas a vontade de fazer sempre o melhor para a as pessoas e isso vocês sabem, eu tenho de sobra. Vamos em frente, obrigado e que deus nos abençoe", conclui.

Primeiro turno - Com 124.795 votos - o equivalente a 8,68% do eleitorado -, Marquinhos Trad ficou em sexto lugar na disputal para governador. Experiente na política, Marquinhos terminou a campanha eleitoral em meio a uma investigação policial de supostos crimes sexuais, após ser alvo de uma série de denúncias de assédio.


Nos siga no Google Notícias