ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SÁBADO  29    CAMPO GRANDE 25º

Política

Paulo Matos acusa Bernal de criar factóides para permanecer na mídia

Por Wendell Reis | 07/03/2012 17:05

Presidente do PP criticou as declarações de Alcides Bernal afirmando que pode destituir o diretório do partido

Matos alega que deputado está transformando a legenda no "partido do Bernal"(Foto: João Garrigó)
Matos alega que deputado está transformando a legenda no "partido do Bernal"(Foto: João Garrigó)

O presidente municipal do PP e diretor-presidente da EMHA (Empresa Municipal de Habitação), Paulo Matos, considera lamentável a declaração do presidente estadual do PP, deputado Alcides Bernal, de que pode destituir, nos próximos dias, o diretório municipal do partido em Campo Grande. Matos avalia que a atitude enfraquece o partido em Campo Grande e em Mato Grosso do Sul.

“Ele usa factóides para permanecer na mídia por conta de não ter projetos para apresentar, mostrando que passa por cima de todo mundo. Se confunde, achando que o eleitor não sabe votar e não analisa todo este posicionamento dele. É um ato de desespero por não ter o que apresentar no futuro e nem do que já fez”.

O presidente do PP municipal acredita que a atitude é típica de quem é antidemocrata e alega que não fez nada para atrapalhar os rumos do partido. Matos afirma que é filiado a um único partido, o PP, há 25 anos, e sempre defendeu candidatura própria. “ Diante de toda minha experiência administrativa, como secretário de Projetos e de Habitação, acredito que meu nome somaria para disputa da eleição municipal. Me coloquei a disposição sem uma forma arbitrária ou por imposição”.

Matos alega que desde que assumiu o partido, Bernal vem transformando o PP no “partido do Bernal”. Ele afirma que não acredita na candidatura do deputado, visto suas atitudes ao tirar Antônio Cruz, que recebeu 57 mil votos na última eleição, expulsou filiado histórico, incluindo 18 pré-candidatos a vereador na Capital, e ameaça não dar a legenda para o vereador Lídio Lopes disputar a reeleição.

“Não acredito que age como candidato. A primeira reunião que faz é para tirar alguém. Ele não é candidato e quer implodir o partido de qualquer maneira”. Caso Bernal oficialize a destituição, Matos pretende buscar instâncias superiores para apresentar argumentos.

Matos se recorda ainda que em 2007, o agora deputado Alcides Bernal, não tinha nem partido e, a pedido do prefeito Nelson Trad (PMDB) e do governador André Puccinelli (PMDB), lhe recebeu no partido, lhe elegendo vereador ao lado de Lídio Lopes. “Se apresentasse conjuntura, política de aliança, ação e estrutura, seria o primeiro a apoiá-lo, mas até hoje não fez isso”.

O Caso - O deputado estadual e presidente regional do PP, Alcides Bernal, anunciou hoje (7) que vai fazer uma reunião na noite da próxima segunda-feira (7) com a comissão provisória do diretório do partido para pedir a destituição do diretório municipal, presidido por Paulo Matos. “Quero colocar lá alguém da minha mais absoluta confiança e que tenha compromisso com o partido”, atacou o parlamentar.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário