A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/03/2014 13:26

Petistas dizem que irão apoiar Bernal, mas que relação está desgastada

Leonardo Rocha
Cabo Almi diz que PT estará ao lado de Bernal, mas reconheceu que relação está desgastada (Foto: Divulgação)Cabo Almi diz que PT estará ao lado de Bernal, mas reconheceu que relação está desgastada (Foto: Divulgação)
Amarildo diz existem coisas a serem melhoradas na gestão do Bernal, mas que sua saída seria ruim para o PT (Foto: Divulgação)Amarildo diz existem coisas a serem melhoradas na gestão do Bernal, mas que sua saída seria ruim para o PT (Foto: Divulgação)

Os deputados estaduais do PT afirmaram que o partido não deixará de apoiar o prefeito Alcides Bernal (PP) no julgamento de amanhã (12) que pode cassar o prefeito Alcides Bernal (PP), mas reconheceram que a relação com o prefeito está “desgastada”.

“Não há tempo para avaliar a relação política agora, mas sabemos que ela está desgastada, temos um apoio de um ano e dois meses que teve que lidar com grandes conflitos na cidade, mas o partido vai votar com ele”, afirmou Cabo Almi (PT).

O deputado ressaltou que após este processo de cassação, o PT deve marcar uma reunião para “rediscutir” a aliança com Bernal, para que os dois lados fiquem satisfeitos e não haja reclamações.

O deputado Amarildo Cruz (PT) reconheceu que existem questões a serem melhoradas na gestão de Bernal, porém argumentou que foi um ano de mandato em que o prefeito teve que se defender das acusações.

“Não teve tempo para construir os projetos, a relação com o legislativo tomou muito tempo do prefeito, nós continuamos ao seu lado e acreditamos que mudança no poder é através do voto e não por golpe político, até porque sua saída seria ruim para o PT”, ponderou.

Oposição – Os partidos que fazem oposição ao prefeito Alcides Bernal (PP) na Câmara, mantém a posição no legislativo estadual e ainda justificam a defesa sobre a cassação do prefeito.

“Os vereadores do PMDB chegaram a conclusão que houve improbidade administrativa e que se deve votar pela cassação, o partido segue unido nesta decisão”, afirmou o deputado Eduardo Rocha (PMDB).

Já Zé Teixeira (DEM) ressaltou que esta situação está sendo tratada e avaliada pela direção municipal, que tem toda liberdade para decidir sobre a votação. “O vereador Airton Saraiva tem todas as condições de fazer seu julgamento”.

O presidente do PSDB, o deputado Marcio Monteiro, ressaltou que os dois vereadores - Professora Rose e João Rocha – estão livres para decidir o que acharem melhor, mas acrescentou que o PSDB está na condição de oposição ao prefeito.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions