A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

18/05/2011 10:53

Prefeito de Ladário adia entrevista para falar sobre denúncias de fraudes

Aline dos Santos
PF fechou prefeitura na 2ª feira para apreensão de documentos. PF fechou prefeitura na 2ª feira para apreensão de documentos.

Marcada para 8h, a entrevista coletiva com o prefeito de Ladário, José Antônio Assad e Faria (PT), foi adiada para 14h desta quarta-feira.

O prefeito vai se manifestar sobre a Operação Questor, que revelou fraudes em licitações envolvendo recursos do governo federal. O prejuízo aos cofres públicos supera meio milhão de reais.

Realizada pela PF (Polícia Federal) na última segunda-feira, a ação prendeu secretários, funcionários públicos de Ladário e um empresário de Campo Grande.

Ontem, o prefeito prestou depoimento à PF de Corumbá, cidade vizinha a Ladário. “O prefeito foi ouvido como testemunha e seu depoimento foi adicionado ao inquérito. Ele não está sendo investigado”, afirmaram, em nota oficial, os advogados Rafael Duarte e Leonardo Saad, que acompanharam o prefeito durante a audiência.

Em nota distribuída à imprensa, o José Antônio afirma que a maior preocupação é preservar e defender os companheiros que estão sendo investigados.

A PF prendeu Name Antonio Faria de Carvalho (Secretário Municipal de Finanças); Eliene Urquiza (Secretária Municipal de Educação); Candelária Lemos (Advogada Geral do Município); Márcio José Pimenta (Setor de Licitações); Samuel Molina (Contador); e Maria Helena Silva (Núcleo de Projetos da Prefeitura) e um empresário de Campo Grande, que não teve o nome divulgado. A prisão é válida por cinco dias.

A prefeitura chegou a ser fechada na segunda-feira para apreensão de documentos. De acordo com o MPF (Ministério Público Federal), as investigações iniciaram a partir de suspeitas de irregularidades na aplicação de recursos federais destinados à merenda dos estudantes da rede municipal de Ladário.

Em seguida, foi instaurado inquérito policial para investigação dos crimes de corrupção, fraudes em licitações, falsificação de documentos públicos e formação de quadrilha.

Operação da Polícia Federal prende secretários e servidores públicos
A “Operação Questor”, deflagrada hoje pela PF (Polícia Federal), atingiu o primeiro escalão da prefeitura de Ladário. Foram presos os secretários de ...
PF faz operação contra grupo que fraudou meio milhão em licitações
A PF (Polícia Federal) deflagrou hoje a “Operação Questor” contra uma quadrilha composta por funcionários públicos e empresários em Ladário. Seis pes...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions