ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUINTA  05    CAMPO GRANDE 16º

Política

Prefeito diz que usou critérios técnicos e não políticos para manter secretários

Por Wendell Reis | 13/01/2012 13:29
Prefeito Nelsinho Trad diz ter levado em conta perfil técnico para manter equipe. (foto: Arquivo)
Prefeito Nelsinho Trad diz ter levado em conta perfil técnico para manter equipe. (foto: Arquivo)

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), declarou na manhã desta sexta-feira (13) que decidiu manter os secretários indicados por partidos aliados nos cargos até o final de março por questões técnicas. Segundo o prefeito, a permanência foi garantida com o acordo de que o foco será administrativo.

“Só em março que vamos debater. Não terá foco político até lá. De lá para frente vamos ver o que vamos fazer. Por enquanto vamos manter do jeito que está”. A possibilidade de demissões de indicados foi anunciada pelo prefeito Nelson Trad Filho em dezembro. Na ocasião ele disse que anteciparia a demissão dos comissionados de partidos que atualmente são aliados, mas poderiam lançar candidatura própria para a prefeitura em 2012.

A prorrogação do prazo coincide com a data limite, 10 de abril, para que os partidos políticos publiquem a formação de coligações para as eleições em 2012, o que leva a crer que os cargos podem vir a influenciar as alianças, consideradas pela maioria dos partidos, principalmente da base, indefinida.

Atualmente o PSDB tem a Secretaria de Educação, ocupada por Maria Cecília Amêndola e a Funesp, presidida por Carlos Alberto de Assis. O PPS ocupa a Funsat (Fundação Social do Trabalho), presidida por Luiza Ribeiro, a Fundação de Cultura, ocupada por Roberto Figueiredo, e o IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande), presidido por Cézar Galhardo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário