A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018

25/06/2013 16:34

Prefeito joga responsabilidade de reduzir preço de tarifa para governador

Jéssica Benitez
Bernal diz que já fez sua parte para baratear passe de ônibus (Foto: Cleber Gellio)Bernal diz que já fez sua parte para baratear passe de ônibus (Foto: Cleber Gellio)

Questionado sobre outra possível redução no valor do vale transporte em Campo Grande, o prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP), desconversou e jogou a responsabilidade no Governo Estadual.

O progressista alega que já retirou do preço os tributos PIS e Confins, conforme determinou a Medida Provisória 617 que zerou as duas alíquotas pagas por todas as empresas de transporte coletivo urbano do País.

“Há política nacional e já estamos nela. Agora vamos pedir ao Governo Estadual que faça sua parte e tire o ICMS”, disse Bernal referindo-se ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços.

O chefe do Executivo Municipal alega que também está trabalhando de outras formas para baratear o serviço do transporte público, como, por exemplo, o investimento próprio da prefeitura de R$ 120 milhões em mobilidade urbana.

“Esse investimento vai se traduzir na melhora do serviço e na redução da tarifa. Estamos trabalhando do ponto de vista técnico para que transporte se torne atrativo”, justificou o progressista.



O transporte público deveria ser de controle da prefeitura de Campo Grande, não de empresas particulares que visão somente lucro, e um absurdo isso uma empresa particular, tinha que ser do órgão publico, assim o dinheiro arrecadado voltaria direto para o município, já viram as placas dos veículos ônibus?? São tudo de fora, o lucro da empresa não fica aqui vai para outro estado, e um absurdo!!! Agora as 5 empresas monopoliza Campo Grande se fundiram e viraram uma só, para ganhar mais, não tem como abrir concorrência para elas, fazem oque quiserem aqui dentro. Mude o transporte publico para a prefeitura, assim quem sabe melhora um pouco.
 
Filipi Karkoshy de Andrade em 25/06/2013 17:54:23
Se a corrupção na política e se os políticos tivessem salários condizentes com a realidade de seu trabalho (receber como servidor público como todos os concursados e não ter regalias iguais astros de holywood) o Brasil seria a maior potência socioeconômica do mundo. Temos a maior arrecadação de impostos do mundo, mão-de-obra com preço barato, agricultura estável, recursos naturais, etc... somos um país que não dependemos de nenhum outro e mesmo assim evoluímos 70% menos que países dependentes. Tudo culpa da corrupção. Deve-se criar uma lei de crime contra a nação e esta ser a de maior pena na constituição e sem direito a benefícios. Dilma diz que agora vai dar cadeia, mas o dinheiro roubado vai ser ressarcido? Apreensão de bens? Duvido!
 
Alexandre de Souza em 25/06/2013 17:49:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions