A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

29/01/2015 12:40

Prefeito suspeita de “armação” em operação para tapar buraco fantasma

Aline dos Santos e Kleber Clajus
 Se alguém estiver fazendo coisa errada. Eu, Gilmar Olarte, vou mandar suspender e punir na hora”, afirmou o prefeito. (Foto: Marcos Ermínio)" Se alguém estiver fazendo coisa errada. Eu, Gilmar Olarte, vou mandar suspender e punir na hora”, afirmou o prefeito. (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), afirmou que vai investigar se houve armação no tapa-buraco fantasma. Um vídeo, que ganhou repercussão nacional, mostra que a rua Jornalista Marcos Fernandes Hugo Rodrigues, no Parque dos Poderes, foi recapeada sem necessidade.

Segundo Olarte, a armação pode ser de funcionários demissionários ou política. “Isso está na polícia, alvo de investigação. Vamos aguardar para não tomar medidas precipitadas. Não trabalhamos com coisa errada. Se alguém estiver fazendo coisa errada. Eu, Gilmar Olarte, vou mandar suspender e punir na hora”, salientou.

O prefeito não descarta o cancelamento do contrato com a empreiteira Selco, mas a medida só será tomada se for constatado “dolo” da empresa.

O vídeo também repercutiu entre os vereadores, que devem retomar as sessões no dia 3 de fevereiro e cogitam criação de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito). O prefeito não quis comentar a possibilidade, mas reafirmou que quer saber o que está por trás da operação fantasma. “Se houve erro, vamos punir quem errou. Se for comprovada irregularidade, vamos solicitar ressarcimento aos cofres públicos”, disse Olarte.

Somente em 2015, o serviço de recapeamento deverá movimentar R$ 137,4 milhões em Campo Grande. Hoje, Olarte ainda afirmou que a prefeitura trabalha na redução de custos e conseguiu cortar o gasto de manutenção da frota em 50%, além de 30% no combustível.

A empresa - A Selco Engenharia informou por nota que já identificou e demitiu o funcionário flagrado no vídeo cobrindo o asfalto com manta asfáltica sem necessidade. “Também, ao realizar as diligências iniciais, apurou-se que o ex-colaborador teria agido com dolo e má-fé”, informa a empresa.

Além disso, a Selco ressalta que “nunca orientou o funcionário a agir da referida maneira e que condena a prática, estando tomando todas as medidas ao seu alcance para a correta punição e assegurar que fatos lamentáveis como esse não voltem a ocorrer”.

O vídeo - A produção foi feita do celular do porteiro de um condomínio de alto padrão, Eder Palermo, 39 anos, que gravou imagens das câmeras de segurança. “Como gravei do circuito interno que é de responsabilidade do condomínio eu precisei de autorização. Daí publiquei ontem no Youtube, Facebook e Whatsapp”, contou.




NAO SABE DE NADA INOCENTE. TEM GENTE NA SUA EQUIPE QUE VIVE FAZENDO COISAS ERRADAS. VAI COMEÇAR POR AI? GRAÇAS A ESSE PORTEIRO CIDADÃO QUE PAGA IMPOSTOS, SENAO JAMAIS NINGUEM IRIA SABER. QUANTOS FORAM ASSIM? TAPADOS SEM EXISTIR? ESSA EMPREITEIRA DEVIA SER SUSPENSA AGORA. PREFEITO, MOSTRE SERVIÇO URGENTE. A CIDADE PRECISA DE OBRAS, CONCLUIDAS.
 
LUCIANO MARQUES em 29/01/2015 15:12:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions