A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

27/05/2014 13:32

Prefeito vai a Brasília em busca de recursos para saúde

Luciana Brazil e Kleber Clajus
Olarte pretende antecipar agenda do ministro na sexta-feira na Capital (Foto: Marcos Ermínio)Olarte pretende antecipar agenda do ministro na sexta-feira na Capital (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), viaja amanhã (28) a Brasília, onde se reunirá com o ministro da Saúde, Arthur Chioro. A intenção é dar os primeiros passos da "força-tarefa" entre município, Governo do Estado e Santa Casa para aumentar o repasse ao hospital e reduzir seu déficit financeiro. A agenda ocorre dois dias antes da visita do ministro a Capital, confirmada por Olarte, para sexta-feira (30).

"Amanhã iremos exclusivamente para tratar de problemas da saúde. Estamos com uma força-tarefa, junto com o Governo do Estado, Santa Casa e secretaria municipal e estadual para buscarmos soluções ao déficit da Santa Casa", disse Olarte na manhã de hoje (27), durante visita técnica ao CER (Centro Especializado de Reabilitação) e IPED (Instituto de Pesquisas, Ensino e Diagnósticos) da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais).

Conforme o prefeito, o ministro também deve vir à Capital na sexta-feira. "Tenho a informação, através do governo, que o ministro da Saúde vai vir. Nós vamos lá para quando vier, na sexta, já tenhamos uma resposta. Essa é a nossa estratégia, por exemplo, para o aumento do teto financeiro do Governo do Estado e município aportarem recurso para que a Santa Casa tenha, efetivamente, suas contas equilibradas", afirmou.

A necessidade do encontro entre Olarte e o ministro foi definida em reunião na terça-feira (20), com o governador André Puccinelli (PMDB), prefeito, os secretários de Saúde municipal e estadual e a direção da Santa Casa.As autoridades definiram uma “força-tarefa”, na tentativa de incrementar em R$ 5 milhões o repasse mensal ao hospital.

Conforme o prefeito, a instituição tem receita de R$ 15 milhões, mas com despesas que somam R$ 19,4 milhões, o déficit chega a 4,4 milhões por mês.

Olarte falou ainda sobre a preocupação com Hospital do Trauma. "Vamos continuar a força tarefa em cima do Hospital do Trauma, que precisamos funcionando o mais rápido possível. Os projetos, devido as transformações de conceito sofrendo no decorrer dos anos, terão que ser readequados e encaminhados ao Ministério da Saúde para poder seguir a obra".

Dívida - O presidente da Santa Casa, Wilson Teslenco, reforçou que a instituição precisa estar com as finanças equilibradas até junho, quando termina o prazo para as instituições hospitalares filantrópicas aderirem a um programa do Ministério da Saúde que garante anistia dos impostos em atraso.

A Santa Casa deve aproximadamente R$ 45 milhões somente em tributos federais, uma dívida que soma R$ 120 milhões.

Ao quitá-la, vai conseguir liberar R$ 25 milhões do empréstimo que contratou ano passado junto à Caixa Econômica Federal e que ficarão bloqueados enquanto persistir a inadimplência.

Justiça Federal determina que bens de ex-prefeita sejam bloqueados
Cinco pessoas, entre elas a ex-prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura, estão na lista em que a Justiça Federal determina o bloqueio de bens sob acusaç...
Maia diz que retomará votação sobre reforma política na próxima terça-feira
Após dar início à votação da Proposta de Emenda Constitucional da reforma política, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encerrou a sessão ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions