A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

09/07/2014 12:52

Projeto que muda dias de sessão na Assembleia será avaliado antes do recesso

Leonardo Rocha
Autor do projeto, Lauro Davi, ressaltou que novo formato irá facilitar trabalhos durante campanha (Foto: Divulgação)Autor do projeto, Lauro Davi, ressaltou que novo formato irá facilitar trabalhos durante campanha (Foto: Divulgação)

O projeto regimental que pretende mudar os dias de sessão na Assembleia, durante a campanha eleitoral, deve ser apresentado na próxima terça-feira (15) e avaliados pelos deputados antes do recesso parlamentar. O autor do projeto, o deputado Lauro Davi (PROS), afirma que esta mudança irá facilitar os trabalhos durante a campanha.

O objetivo é diminui os dias de sessão, que ao invés de serem em três dias (terça, quarta e quinta), passariam a ser realizadas apenas nas segundas e terças-feiras. Davi explicou que apesar de diminuir os dias, seriam realizadas três sessões ordinárias.

“Iriamos nos organizar para fazer duas sessões na segunda e uma na terça, ou ao contrário, o importante é que não iria diminuir as sessões, apenas seriam feitas em dois dias da semana e não em três”, ponderou ele.

Ele ressaltou que como se trata de uma mudança no regimento, o projeto não precisa passar pelas comissões (legislativo), apenas é apresentado a Mesa Diretora, que encaminha a proposta ao plenário para avaliação dos deputados.

“Já estou conversando com os partidos sobre esta ideia, que pretende otimizar os trabalhos na Casa e facilitar a realização de campanha aos deputados, a maioria está de acordo com a proposta, mas ainda estamos conversando e articulando o tema”, destacou ele.

Davi destacou que o projeto deve ser apresentado na próxima terça-feira (15) e votado antes do recesso, para que no retorno das atividades, em agosto, os trabalhos já aconteçam neste novo formato. “Não vai prejudicar as ações e atividades do legislativo, pelo contrário, nestes dias de sessão serão mais produtivos”, apontou ele.

O deputado Eduardo Rocha (PMDB) concordou com a proposta, lembrando que além dos deputados, muitos assessores irão trabalhar na campanha e que este novo “formato” pode facilitar e ajudar os parlamentares neste período. “Sou favorável a esta mudança, vai ser positiva”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions