A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

20/12/2016 13:10

Reinaldo cita controle de gastos e equilíbrio na previdência para 2017

Leonardo Rocha
Reinaldo comentou sobre os projetos e reformas para o ano que vem (Foto: Alcides Neto)Reinaldo comentou sobre os projetos e reformas para o ano que vem (Foto: Alcides Neto)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) voltou a dizer que já planeja para o ano que vem, os projetos de teto e controle de gastos públicos no Estado, assim como a reforma da previdência. Ele ponderou que estas ações se tratam de uma exigência da União, para ter acesso a transferências federais, como os recursos da repatriação.

"Todos os estados se comprometeram em atender estas exigências, até para ter o aval da União em recursos federais, no nosso caso não será diferente", disse o tucano, durante evento de entrega de viaturas, armamentos e equipamentos para segurança pública, na praça Ary Coelho.

Reinaldo ponderou que o objetivo é fazer um controle de gastos públicos, vinculados a reposição da inflação, ou ao crescimento da receita do Estado. Em relação a reforma da previdência, ponderou que é preciso "equalizar" e equilibrar os gastos. "Estamos organizando e estudando a proposta e em breve enviaremos para Assembleia".

O governador ainda comentou sobre eventuais aumentos salariais aos servidores públicos. "Só pode ampliar e ter expansão (salário) se tiver aumento de receita, quando esta cresce, o salário também vai crescer, mas se a economia estiver estagnada, dificilmente se consegue este aumento", explicou.

Ele já adiantou que as reformas da previdência e administrativa, devem ser apresentadas aos deputados no mês de fevereiro, após o término do recesso, mas alertou que se houver necessidade, pode convocar uma sessão extraordinária, ainda em janeiro, para que os parlamentares apreciem os projetos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions