ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  05    CAMPO GRANDE 29º

Política

Reinaldo cita controle de gastos e equilíbrio na previdência para 2017

Por Leonardo Rocha | 20/12/2016 13:10
Reinaldo comentou sobre os projetos e reformas para o ano que vem (Foto: Alcides Neto)
Reinaldo comentou sobre os projetos e reformas para o ano que vem (Foto: Alcides Neto)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) voltou a dizer que já planeja para o ano que vem, os projetos de teto e controle de gastos públicos no Estado, assim como a reforma da previdência. Ele ponderou que estas ações se tratam de uma exigência da União, para ter acesso a transferências federais, como os recursos da repatriação.

"Todos os estados se comprometeram em atender estas exigências, até para ter o aval da União em recursos federais, no nosso caso não será diferente", disse o tucano, durante evento de entrega de viaturas, armamentos e equipamentos para segurança pública, na praça Ary Coelho.

Reinaldo ponderou que o objetivo é fazer um controle de gastos públicos, vinculados a reposição da inflação, ou ao crescimento da receita do Estado. Em relação a reforma da previdência, ponderou que é preciso "equalizar" e equilibrar os gastos. "Estamos organizando e estudando a proposta e em breve enviaremos para Assembleia".

O governador ainda comentou sobre eventuais aumentos salariais aos servidores públicos. "Só pode ampliar e ter expansão (salário) se tiver aumento de receita, quando esta cresce, o salário também vai crescer, mas se a economia estiver estagnada, dificilmente se consegue este aumento", explicou.

Ele já adiantou que as reformas da previdência e administrativa, devem ser apresentadas aos deputados no mês de fevereiro, após o término do recesso, mas alertou que se houver necessidade, pode convocar uma sessão extraordinária, ainda em janeiro, para que os parlamentares apreciem os projetos.

Nos siga no Google Notícias