A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

27/06/2014 21:03

Reinaldo critica adversários e promete governo de transformação

Ludyney Moura e Leonardo Rocha
Tucanos referendam nome de Reinaldo Azambuja para o governo de Mato Grosso do Sul. (Foto: Cleber Gellio)Tucanos referendam nome de Reinaldo Azambuja para o governo de Mato Grosso do Sul. (Foto: Cleber Gellio)

Para fechar o dia de convenções partidárias, o PSDB homologou há pouco a candidatura do deputado federal Reinaldo Azambuja e da vereadora da Capital professora Rose Modesto, como governador e vice-governadora, respectivamente. Apostando no slogan da 'mudança', o tucano discursou ao lado dos aliados PPS, DEM, SD, PMN e PSD e prometeu investir prioritariamente em saúde e educação.

O deputado ressaltou os 18 meses em que percorreu os 79 municípios do Estado, durante o Pensando MS, no qual o partido ouviu mais de 200 mil pessoas para montagem da candidatura e do projeto. “Há pouco mais de um mês não era candidato ao governo. Um debate consistente e diferenciado se instalou nas forças de oposição, não apenas na questão eleitoral, ou em um mero projeto de poder pelo poder, enxergamos a possibilidade de transformar a realidade politica local, um governo de transformação. Pensando primeiro e antes de tudo nos interesses do povo sul-mato-grossense, e assim liderando projeto de desenvolvimento de Mato Grosso do Sul”, afirmou.

Reinaldo citou mecanismos de participação popular no governo, e ao criticar seus concorrentes justificou a candidatura. “Todos queremos explicações convincentes acerca de inúmeros processos e denúncias que se acumulam na justiça contra os nossos dois adversários. E por isso convoco vocês para nova e boa política. Vamos debater, com postura democrática, princípios e valores de um novo projeto para Mato Grosso do Sul. Nosso Estado perdeu o bonde da história e ficamos na lanterna da economia do Centro-Oeste. Somos uma potência aprisionada pela má gestão ”, discursou, afirmando que o Estado precisa de mais atenção na saúde, educação e na segurança pública, citando a extensa faixa de fronteira como entrada de drogas, armas e contrabando, e cobrando mais atenção para o setor. 

Aliado do PSDB e presidente estadual do DEM, deputado federal Luiz Henrique Mandetta, candidato à reeleição, também prestigiou o evento, e reforçou as críticas feitas aos adversários. “Em 36 anos nós sempre fomos obrigados a escolher entre PT e PMDB, chegou a hora de repaginar a história do Estado. O Democratas vêm para dizer que a força de nossas ideias irá transformar Mato Grosso do Sul”, disse Mandetta.

A candidata a vice-governadora, a vereadora mais votada em todo Estado nas últimas eleições, a professora Rose Modesto, destacou a participação popular na elaboração do plano de governo do PSDB, e lembrou de 2012. “Nossa proposta está sendo desenvolvida e apresentada ouvindo todo o Mato Grosso do Sul. Esse projeto nasceu no coração do povo, e por isso já nasceu vitorioso. Eu acredito na vitória. O Reinaldo só não foi prefeito em 2012, porque infelizmente as pesquisas compradas o prejudicaram”, discursou Rose.

O candidato ao Senado da Chapa, presidente regional do PSD, empresário Antônio João Hugo Rodrigues, declarou que aposta em surpresas nas eleições. “Nós entramos nessa campanha com espírito de mudança, para trabalhar pelo povo sul-mato-grossense”, disse.

Perfil do Candidato: O deputado federal Reinaldo Azambuja, candidato ao governo estadual, nasceu em Campo Grande, no ano de 1963. Filho de produtor rural começou suas atividades em Maracaju, no setor do agronegócio.

Em 1996 se tornou candidato a prefeito de Maracaju e conseguiu vencer a eleição. Depois de uma administração que teve o apoio da população, conseguiu a reeleição para o mandato de 2001 a 2004. Neste período conseguiu realizar outra função importante no Estado, assumindo a presidência da Assomasul (Associação das prefeituras de Mato Grosso do Sul), que teve como principal desafio filiar todos os municípios à instituição.

Em 2007 disputou a eleição para deputado estadual e foi eleito com a maior votação do pleito eleitoral. Participou de oito comissões no legislativo, entre elas a CCJR (Comissão de Constituição e Justiça e Redação), começando suas ações da bancada em defesa do agronegócio.

Em 2011 assumiu a cadeira como deputado federal na Câmara dos Deputados, atuando em defesa dos interesses de Mato Grosso do Sul e do agronegócio, como um dos principais segmentos econômicos do Estado, tanto que formou a Frente Parlamentar do Agronegócio, principalmente em relação aos conflitos indígenas, pedindo uma solução para o governo federal.

Ele também foi conduzido a presidência estadual do PSDB em 2007 e reconduzido ao cargo em 2011. A sua última disputa eleitoral foi em Campo Grande, quando disputa a prefeitura e ficou na terceira colocação, obtendo 25,90% dos votos.

Candidatos do PSDB são confirmados com grande festa durante convenção do partido. (Foto: Cleber GellioCandidatos do PSDB são confirmados com grande festa durante convenção do partido. (Foto: Cleber Gellio


Se ele cumprir tudo isso já é um bom começo, como prefeito de Maracaju foi ótimo administrador.
 
Oswaldo Ferreira em 27/06/2014 22:49:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions