A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

31/07/2018 11:37

Reinaldo sinaliza Nelsinho Trad e Miglioli em chapa para Senado

Governador disse que as alianças e chapas serão fechadas na próxima sexta-feira (03)

Leonardo Rocha
Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) falou sobre as alianças políticas em evento da prefeitura (Foto: Marina Pacheco)Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) falou sobre as alianças políticas em evento da prefeitura (Foto: Marina Pacheco)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) não “bateu o martelo”, mas sinalizou que provavelmente sua chapa ao Senado será composta pelo ex-prefeito Nelsinho Trad (PTB) e o ex-secretário estadual de Infraestrutura, Marcelo Miglioli. O tucano disse que a formação das coligações só devem ser fechadas na próxima sexta-feira (03), na véspera da convenção.

“Fechado ainda não está, mas trabalhamos para que o Nelsinho (Trad) e o Marcelo (Miglioli) possam compor esta chapa ao Senado. Não vamos anunciar todos os partidos aliados até para não dar brechas aos adversários, mas teremos tudo definido na sexta-feira”, disse o governador, durante evento de lançamento de obras da Prefeitura de Campo Grande.

Reinaldo também ponderou que está “bem adiantado” a aliança com o DEM. “Eles ficariam responsáveis por indicar alguém de Dourados para chapa majoritária”. O ex-prefeito de Dourados, Murilo Zauith (DEM), confirmou nesta manhã (31), que a tendência é ele ser o candidato a vice de Azambuja.

Parceria – O governador também sinalizou a parceria com o PSD, tendo o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), no seu palanque para campanha. “Haverá uma reunião a tarde que deve consolidar esta aliança. Existe uma vontade de ambos os partidos para fechar esta parceria”.

Reinaldo também adiantou que existe uma discussão interna na coligação proporcional, para se ter duas chapas a deputado estadual e mais duas para federal. “Alguns estão dizendo que nossa composição está muito cheia, por isso temos esta ideia de dividir os candidatos em quatro chapas”.

Adversários – O governador voltou a dizer que quanto mais candidatos para disputa ao governo, melhor para o eleitor, que terá opções de voto. “Sempre defendi esta pluralidade, que apenas favorece o eleitor e fortalece a democracia. Do nosso lado vamos defender a administração e o legado construído nestes três anos de mandato”.

Questionado sobre a entrada da senadora Simone Tebet (MDB) na disputa ao governo, disse que é uma decisão do MDB e que respeita todos os candidatos. “Temos adversários na política e não inimigos. Respeitamos todos os partidos”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions