A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

19/03/2009 09:18

Segundo Bornhausen, PMDB de MS já "está" com Serra

Redação

Ex-presidente do DEM e liderança do partido, Jorge Bornhausen afirma que o PMDB de Mato Grosso do Sul já fechou apoio em torno do bloco PSDB, DEM e PPS, que pretende levar o tucano José Serra, governador de São Paulo, à disputa pela presidência.

"A verticalização acabou. Portanto, o PMDB de Estados como Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Pernambuco e Mato Grosso do Sul já está conosco (PSDB-DEM-PPS). Estará, portanto, na coligação do Serra. Isto está claro. O que não sei é que decisão o PMDB vai tomar em convenção", declarou Bornhausen em entrevista ao site do jornal o Estado de São Paulo. A verticalização obrigava os Estados a reproduzirem a aliança nacional.

A afirmação de Bornhausen confronta com as declarações do governador André Puccinelli (PMDB), que se mostra indeciso entre a aliança com o PSDB, seu tradicional aliado, ou coligação com o PT, cuja candidatura à presidência será defendida pela ministra Dilma Roussef, a quem Puccinelli denomina de "fada madrinha".

O governador relata que já se candidatou a "noivo" para formalizar uma aliança com Dilma, contudo refuta a possibilidade da petista ter dois palanques no Estado: um fruto da coligação com o PMDB e o outro comandado pelo ex-governador Zeca do PT, que já se declarou candidato ao governo.

A possibilidade de dois palanques foi sugerida pelo ex-ministro José Dirceu (PT) durante visita a Mato Grosso do Sul.

"O noivo é um só, cristão, monógamo convicto.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions