ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  20    CAMPO GRANDE 19º

Política

Sem julgar impugnação, comissão valida resultado de eleição da União das Câmaras

Vereador de Jateí Jeovani Vieira dos Santos (PSDB) foi reeleito presidente

Por Caroline Maldonado | 08/10/2021 07:40
Vereador de Jateí, Jeovani Vieira dos Santos (PSDB), que foi reeleito presidente da UCV (Foto: Rádio Jota FM)
Vereador de Jateí, Jeovani Vieira dos Santos (PSDB), que foi reeleito presidente da UCV (Foto: Rádio Jota FM)

Apesar de pedidos de impugnação de ambas as chapas, a eleição para a presidência da UCV (União das Câmaras de Vereadores) foi validada pela comissão eleitoral. Com isso, o vereador de Jateí Jeovani Vieira dos Santos (PSDB) foi reeleito presidente para o mandato de 2021 a 2025. A comissão eleitoral informou que analisar os pedidos de impugnação extrapola sua competência e só a justiça pode decidir sobre isso.

“As averiguações solicitadas pelas partes, principalmente de análise de assinaturas e aquelas envolvendo valores de filiação, e os regulares pagamentos de mensalidades por vereadores e as suas Câmaras, envolvem competência técnica especializada, bem como quebra de sigilo, distanciando-se, em muito, das atribuições da comissão”, diz o presidente da comissão eleitoral, vereador Alírio Villasanti (PSL).

A comissão ressalta que as eleições foram realizadas com transparência, respeitando os princípios democráticos e que os pedidos de impugnação de ambas as chapas envolvem, por exemplo, quebra de sigilo. “E isso não está em nossa alçada. É preciso acionar o Poder Judiciário”, explicou Vilassanti.

Divergências - Participaram da eleição 412 votantes, entre vereadores, ex-vereadores e sócios beneméritos. Apenas um ex-vereador votou em branco. O dias das votações teve divergências e até a Polícia Militar foi chamada para acompanhar as eleições. O presidente da comissão negou que a polícia tivesse ido ao local em função dos desentendimentos.

Candidato pela chapa “Força, Trabalho e Fé”, Jeovani recebeu 219 votos contra 192 votos do seu concorrente, o vereador de Aral Moreira, Gilson Oliveira Ferreira (MDB), o “Bicão”, da chapa “Renovação, União e Transparência”.

Jeovani Vieira entrou com um pedido de impugnação da candidatura do rival, alegando que as assinaturas das pessoas listadas na chapa do concorrente não correspondiam com as dos participantes do pleito.

"Bicão" também fez outros três pedidos de impugnação de Vieira, exigindo que o presidente reeleito comprove os pagamentos das mensalidades à UCV dos ex-vereadores que compõem a sua chapa.

Viatura da Polícia Militar em frente à sede da União das Câmaras de Vereadores, durante votações no dia 22 de setembro (Foto: Marcos Maluf)
Viatura da Polícia Militar em frente à sede da União das Câmaras de Vereadores, durante votações no dia 22 de setembro (Foto: Marcos Maluf)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário