ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  21    CAMPO GRANDE 21º

Política

Sócia desiste, mas Bernal continua cobrando honorários de ex-catadora

Por Zemil Rocha | 02/12/2013 19:37
Com justiça gratuita negada, Bernal terá de pagar custas para continuar processo (Foto: arquivo)
Com justiça gratuita negada, Bernal terá de pagar custas para continuar processo (Foto: arquivo)

A advogada Jacqueline Hildebrand Romero, que era sócia do prefeito Alcides Bernal (PP) em escritório de advocacia, desistiu da ação de cobrança de honorários que estava movendo contra a ex-catadora de lixo Dilá Dirce de Souza. Bernal e Jaqueline defenderam a idosa contra a empresa Vega, cujo caminhão a atropelou em 1999.

Na semana passada, o juiz da 16ª Vara Cível de Campo Grande, Marcelo Andrade, determinou que Bernal e Jaqueline depositassem as custas iniciais devidas, no prazo de 10 dias, sob pena de cancelamento da distribuição do processo. Ao justificar a decisão nos Autos nº 0833156-79.2013.8.12.0001, o juiz demonstrou descrença quanto à afirmação do prefeito da Capital e da advogada de que não teriam condições de pagar as custas processuais.

“Não é crível a afirmativa feita na exordial de que não possam os requerentes arcar com as despesas do processo. A própria qualificação dos requerentes, um como prefeito municipal e outra como advogada militante na comarca, demonstra que, até prova em contrário, possuem condições de arcar com as custas processuais, retirando assim a possibilidade de se ter como verídica a declaração de hipossuficiência”, argumentou o magistrado.

Ao tomar conhecimento da decisão, Jacqueline Romero preferiu desistir do processo, deixando Bernal sozinho na cobrança de honorários advocatícios. Ela requereu “desistência quanto ao prosseguimento da presente ação, prosseguindo-se o feito somente com relação ao outro requerente”.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário