A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018

14/03/2017 17:06

Temer conversa com Reinaldo e volta a cobrar Petrobras sobre crise do gás

Paulo Nonato de Souza
Reinaldo reuniu-se com Temer, quando conversaram sobre a crise do gás em MS (Foto: Marcos Correa / Presidência da República)Reinaldo reuniu-se com Temer, quando conversaram sobre a crise do gás em MS (Foto: Marcos Correa / Presidência da República)

O problema da redução da compra de gás natural produzido na Bolívia pela Petrobras, que derrubou a arrecadação do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) e gerou um prejuízo acumulado de R$ 939 milhões desde 2015 em Mato Grosso do Sul, pode estar próximo de uma solução.

Pelo menos é no que acredita o governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), depois que o próprio presidente da República, Michel Temer (PMDB), telefonou para o presidente da estatal, Pedro Parente, nesta terça-feira, 14, cobrando todo empenho para atender as demandas de Mato Grosso do Sul.

Em outra ocasião, Temer já havia dito que pediria a Parente para tratar "com carinho" da demanda apresentada por Mato Grosso do Sul.

“O interesse pessoal do presidente por uma solução que minimize o impacto negativo na receita do Estado, com a redução do bombeamento do gás pela Petrobras, fortalece a nossa posição diante da medida unilateral da estatal”, disse o governador, confiante em uma equação financeira, a ser apresentada pela Petrobras, que atenda aos interesses do Estado.

Segundo Reinaldo, ele foi ao Palácio do Planalto para uma reunião com o ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, Antônio Imbassahy, e acabou encontrando casualmente o presidente Michel Temer, que o convidou para tomar um café em seu gabinete.

“O presidente quis saber o resultado do encontro com o presidente da Petrobras, Pedro Parente, ocorrido na última sexta-feira, em São Paulo. Após ouvir o relato de que a empresa irá se posicionar esta semana, ele telefonou para o Pedro Parente pedindo empenho para atender Mato Grosso do Sul”, contou o governador.

Liberação de recursos - Acompanhado dos deputados federais José Orcírio Miranda dos Santos e Vander Loubet, no encontro com o ministro Antônio Imbassahy, o governador tratou da liberação, pela União, dos recursos de emendas parlamentares para investimento em setores prioritários, como saúde, educação, infraestrutura e segurança pública.



Se liga governador!!!!
Estão vaselinando o senhor.
Fica esperto.
 
Critico em 14/03/2017 22:40:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions