A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

22/06/2009 16:20

Tucanos dizem que não vão ser coadjuvantes do PMDB em MS

Redação

Líderes regionais do PSDB deram um tom de desafio ao PMDB na solenidade de lançamento do BDR (Bloco Democrático e Reformista), formado junto com o PPS e DEM. "Somos aliados do PMDB, mas como parceiros, não subserviente", destacou o presidente regional tucano, o deputado estadual Reinaldo Azambuja.

Aclamada pelo público presente como "governadora", a senadora Marisa Serrano (PSDB) manteve o tom de desafio, ao destacar que "ninguém ganha eleição antecipada". Ela ainda elevou o tom ao destacar que ter a máquina na mão não garante eleição, se a militância acreditar na conquista.

"Somos parceiros do PMDB, coadjuvantes nunca", destacou a senadora. Azambuja ainda citou as queixas de Puccinelli ao assumir o Governo em 2007, que teria chamado o antecessor de ladrão e de ter deixado uma dívida de R$ 1 bilhão. Na sua avaliação, é inconcebível o petista e o peemedebista dividirem o mesmo palanque nas eleições de 2010.

O tom tucano foi de desafio a possível aliança entre o PT e PMDB em Mato Grosso do Sul. Caso Puccinelli feche as portas aos tradicionais aliados, o BDR poderá lançar Marisa Serrano para disputar o Governo. E, na tarde de hoje, a senadora disse que não tem medo de enfrentar o tradicional aliado, apesar de não ter o controle da máquina nem recursos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions