A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/08/2013 08:26

Vereador questiona salário de engenheiros e deve pedir cancelamento de concurso

Jéssica Benitez

Representante dos engenheiros na Câmara Municipal de Campo Grande, o vereador Edson Shimabukuro (PTB), ameaçou pedir cancelamento das oito vagas direcionadas à categoria no concurso da Agehab (Secretaria de Estado de Habitação e das Cidades) devido ao baixo salário oferecido. A remuneração questionada é de R$ 1.300 por 40 horas semanais trabalhadas, enquanto o edital do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), com quatro vagas, propõe pagamento de R$ 3.138 por mês.

Segundo o parlamentar a diferença nos valores gerou revolta nos profissionais que se manifestaram pelas redes sociais. Diante da situação, Shimabukuro, que também é presidente do Sindicato dos Engenheiros de Mato Grosso do Sul, deve notificar os organizadores do concurso para que façam revisão do edital. O objetivo é que a remuneração seja equiparada à Lei 4950-A de 1966 que dispõe sobre a remuneração de profissionais diplomados em Engenharia, Química, Arquitetura, Agronomia e Veterinária.

Caso a medida não seja acatada, o passo seguinte é pedir anulação do concurso por meio da Justiça. “Já falei com o prefeito Alcides Bernal para que os engenheiros tenham pelo menos o recebimento do salário mínimo profissional (SMP) e principalmente a valorização dos mesmos como técnicos importantes em sua administração. Inclusive, Bernal nos respondeu que o engenheiro Semy Ferraz, atual secretario SEHINTRA, já tem em mãos o plano de cargo e salários (plano de carreira) que contempla o SMP”, explicou Shimabukuro.

Segundo o vereador, a questão também já foi debatida com o governador e que aguarda apenas a confirmação de um horário para tratar do assunto.



Para mim está cheirando a demagogia. Ó que adianta retificar o edital se um concurso deve ser, antes de ser publicado em edital, ser previsto em lei e, ainda, estar devidamente previsto na LDO e na LOA? Conversa fiada vir falar em retificar edital... e outra, essa Lei 4950-A é de 1966. ~Ela prevê o seguinte: "Art . 5º Para a execução das atividades e tarefas classificadas na alínea a do art. 3º, fica fixado o salário-base mínimo de 6 (seis) vezes o maior salário-mínimo comum vigente no País", com a CF/1988 isso ficou vedado: "art. 7° IV - salário mínimo , fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas(...) sendo vedada sua vinculação para qualquer fim;". Portanto, esqueçam esta lei, não foi recepcionada pela CF.
 
Giancarlos Torchi em 17/08/2013 19:40:03
Vemos qualquer classe lutar por injustiça nos salários, menos a nossa classe dos "Assistentes Sociais", pagar R$1300,00... onde? isso não se faz! O salário mínimo está R$678,00 o que vale mais ser diarista e ganhar dois salários mínimos ou estudar um monte para passar em um concurso e ganhar R$1300,00? Isso desanima cada vez mais o povo a estudar !
 
ana claudia palmeira em 16/08/2013 14:14:14
Até que enfim, um vereador botando a boca no trombone em nome dessa classe de profissionais tão desvalorizada na repartições públicas de campo grande. Parabéns vereador! Continue lutando em beneficio dos engenheiros e arquitetos.
 
sandra barros em 16/08/2013 10:58:19
Tenso é cursar alguma Engenharia e depois de formado fazer um concurso pra ganhar um salário baixo desse.
 
Diego Souza em 16/08/2013 10:34:49
Cade a classe dos Assistentes Social também o salário oferecido é uma vergonha.
 
Elza Moraes em 16/08/2013 10:32:17
Os agentes penitenciários correm risco de vida, devem ter curso superior e o salário é menos de 1.300,00, como fica??? Cancela o edital também???Fora o estigma que a sociedade impõe!!!
 
Fernando lima em 16/08/2013 10:09:35
Pera aeh! O concurso é da AGEHAB, governo do estado, qual é a relação diante da prefeitura?
 
robson reis em 16/08/2013 10:08:18
Finalmente uma discussão relevante na Câmara Municipal. Esse salário realmente é vergonhoso!
 
Regina Valiente em 16/08/2013 10:07:45
Muito Bem representantes dos engenheiros na CÂMARA!cade a representação da CASA para questionar o salário de outras categorias, como a dos ASSISTENTES SOCIAIS?!!!
 
francisca souza em 16/08/2013 09:15:54
so dos engenheiros e uma vergonha e do assistente social e uma bacharia fala para esse governador diminuir o salário dele e pagar o que e justo aos que realmente trabalham...
 
rosalia pereira em 16/08/2013 09:08:09
isso e uma vergonha....tanto estudo para nada....
 
vanderlei marques em 16/08/2013 09:02:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions