A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

08/04/2014 13:12

Vereadores aprovam retorno de carroceiros na Capital

Kleber Clajus
Proposta foi aprovada por 22 vereadores e segue para sanção do prefeito Gilmar Olarte (Foto: Cleber Gellio)Proposta foi aprovada por 22 vereadores e segue para sanção do prefeito Gilmar Olarte (Foto: Cleber Gellio)
Representante dos carroceiros comemorou mudança na lei que proibia desde 2009 trânsito na Capital (Cleber Gellio)Representante dos carroceiros comemorou mudança na lei que proibia desde 2009 trânsito na Capital (Cleber Gellio)

Os vereadores de Campo Grande aprovaram, nesta terça-feira (8), o retorno de carroceiros e veículos puxados a cavalo na Capital através de modificação no Código Sanitário Municipal e lei que regulamentará a profissão. A proposta, que segue para sanção do prefeito Gilmar Olarte (PP), prevê placas nas carroças, licenciamento, além de cuidado com os animais, como alimentação a cada quatro horas.

Para o vereador e autor dos projetos, Eduardo Romero (PT do B), a ideia é que se discipline o trânsito de carroças, sem se esquecer dos cuidados com o meio ambiente e os animais. Isso porque, muitas vezes, os trabalhadores do setor não dão o destino adequado a galhos e entulhos transportados, jogando-os em terrenos baldios, e os animais são expostos à carga excessiva de trabalho.

Na proposta de regulamentação, aprovada com 22 votos, a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo) passa a ser responsável pela autorização e cadastramento dos proprietários de animais. Já a Agetran (Agência Municipal de Trânsito) deverá realizar o licenciamento e emplacamento dos veículos de tração animal.

Também se prevê exigência de atestado de saúde do animal, emitido pela Vigilância Sanitária, aos cerca de dois mil carroceiros em Campo Grande, além da ampliação de eco-pontos existentes no município ou a regularização da destinação nas UTR’s (Unidades de Tratamento de Resíduos Sólidos).

De acordo com o presidente da União dos Trabalhadores em Carroça de Mato Grosso do Sul, Eclevilson Pereira Silveira, a nova legislação permite o retorno dos carroceiros que estavam impedidos de circular na cidade desde 2009. Ela também assegura os critérios mínimos para quem trabalha no segmento.

A vereadora Luiza Ribeiro (PPS) chegou a questionar a necessidade dos profissionais e criticou o cuidado com os cavalos, por vezes “judiados”. Porém, acabou convencida a votar favorável a proposta que tem 90 dias para entrar em vigor, assim que sancionada pelo prefeito.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions