ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 

Política

Vereadores condenam escolha de amigos e cobram urgência na troca de secretários

Por Lidiane Kober e Juliana Brum | 26/06/2015 15:06
Para Alex, reforma política no atual secretariado de Olarte é fraca (Foto - Marcos Erminío)
Para Alex, reforma política no atual secretariado de Olarte é fraca (Foto - Marcos Erminío)

Da base aliada ou da oposição, vereadores são unânimes na hora de condenar a escolha de “amigos” para ocupar o comando de secretarias na Prefeitura de Campo Grande. Para eles, a reforma político-administrativa é urgente e o caminho é optar por pessoas com conhecimento técnico.

Há meses, o prefeito Gilmar Olarte (PP) reclama de dificuldades financeiras e promete mudanças, no entanto, até agora, as alterações, na visão dos vereadores, são tímidas.

O vereador Marcos Alex (PT) encabeçou o coro de queixas. "Não faz sentido algum manter pessoas na pasta como Wilson do Prado que nada conhece sobre Educação. Quanto ao Edil (Albuquerque) ir para a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) seria outro equívoco, nem a liderança ele permaneceu, parecia um líder io io, indo e voltando", comentou.

Já o presidente da Câmara Municipal, vereador Mário César (PMDB) cobrou mais eficácia nas mudanças. "Ao meu ver as escolhas são unicamente do prefeito ele quem tem que fazer, porém acho que estão sendo austeras diante da necessidade de escolhas que gerem verdadeiras mudanças, estão muito tímidas", analisou.

Os vereadores que se auto intitulam da base, Airton Saraiva (DEM) e Wanderley Cabeludo (PMDB) acham que já passou da hora para as mudanças.

Cabeludo deixou claro que não participou das sugestões de nomes de pastas com o da Fundac (Fundação Municipal de Cultura), mas defendeu que Marcos Roker é uma pessoa gabaritada para estar a frente da equipe.

Saraiva defende que pastas, como a Semadur, precisam de um engenheiro que tenha conhecimento técnico e que, apesar de Edil ser líder do prefeito, não estaria por dentro da secretaria deste o inicio. "A mudança administrativa é necessária, mas amizade é uma coisa e técnico capaz é outra. Campo Grande precisa de pessoas que possam contribuir com o andamento da cidade”, frisou.

No inicio do mês, Olarte anunciou que divulgaria os novos secretários, mas o planejamento ainda não foi concluído, segundo o secretário de Governo, Paulo Matos, que recentemente assumiu no lugar de Rodrigo Pimentel.

Nos siga no Google Notícias