ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  29    CAMPO GRANDE 16º

Direto das Ruas

No dia "D" contra H1N1, pais enfrentam problemas para vacinar crianças

Por Zana Zaidan | 26/04/2014 15:12

No dia do lançamento oficial da campanha de vacinação contra gripe H1N1, considerado o dia "D", as crianças, um dos grupos prioritários estabelecidos pelo Ministério da Saúde, estão enfrentando dificuldade em receber as doses.

Por volta das 11h30, uma leitora do Campo Grande News levou a filha de quatro anos para se vacinar e, em dois locais, a informação repassada foi de que as agulhas para crianças estavam esgotadas.

“Estava uma fila grande, a maioria de pais com crianças, mas só adultos estavam recebendo a vacina porque não tinha agulhas para crianças em estoque”, conta.

A primeira tentativa foi na UBS da Vila Nasse, a segunda, no supermercado Comper da Tamandaré, um dos 88 instalados pela cidade justamente para facilitar o acesso da população à vacina.

Conforme a prefeitura, a meta é vacinar pelo menos 80% das 19.568 crianças entre seis meses e 5 anos completos. Na Capital, são 184.051 pessoas incluídas nos grupos de prioridade - gestantes, idosos a partir de 60 anos, indígenas, presidiários, profissionais da saúde, doentes crônicos, mulheres até 45 dias após o parto e crianças.

Postos - Além das unidades de saúde, a vacinação é feita nas lojas das redes de supermercados Comper, Extra, Atacadão, Walmart, Carrefour e também Mercado Dona Lourdes, no Jardim Imá, além dos shoppings Norte Sul Plaza e Pátio Central e na praça Ary Coelho, que vão funcionar até 17 horas.