A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

22/08/2017 15:32

Com área de plantio 6 vezes maior, MS aumenta produção de uva em 911%

Osvaldo Júnior
Uva produzida em propriedade de Campo Grande (Foto: Divulgação)Uva produzida em propriedade de Campo Grande (Foto: Divulgação)

Nas parreiras sul-mato-grossenses, há muito mais uvas nesta safra. A área da cultura sextuplicou, o que tirou Mato Grosso do Sul do último lugar entre os estados produtores e o elevou sete posições no ranking nacional. O volume estimado a ser colhido da fruta é de 981 toneladas, disparada de 911% sobre as 97 toneladas do ciclo anterior.

Os números de Mato Grosso do Sul ainda são modestos frente ao líder nacional, o Rio Grande do Sul, com toneladas e toneladas à frente dos demais estados. No entanto, o desempenho sul-mato-grossense se destaca entre aos pequenos produtores.

De acordo o LSPA (Levantamento Sistemático da Produção Agrícola), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Mato Grosso do Sul deve colher 981 toneladas da fruta neste ano, volume recorde na série histórica do estudo.

O aumento da produção, de 911%, ficou ainda acima da variação da área, o que indica melhor produtividade. Conforme o IBGE, foi plantada uva em 9 hectares na safra passada e em 56 hectares neste ano. Em números relativos, a alta é de 522%. Isso significa área seis vezes maior.

Com essas variações, Mato Grosso do Sul que, no ano passado, era o último entre os estados produtores, passou, nesta safra, Goiás (82 toneladas), Distrito Federal (82 toneladas), Mato Grosso (50 toneladas), Ceará (37 toneladas), Rio de Janeiro (16 toneladas), Rondônia e Piauí (ambas com 10 toneladas).

Esses números acompanham o VBP (Valor Bruto da Produção) da cultura, calculado pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). O montante estimado para esta safra é de 3,33 milhões, 900% a mais que os R$ 333,72 mil totalizado no ano passado. 

Com área de plantio 6 vezes maior, MS aumenta produção de uva em 911%

Na Capital – Ajudando a compor esses números, estão produtores como Celso Cortada, 62 anos. Ex-pecuarista, Celso produz uva há sete anos em Campo Grande. A fruta é vendida diretamente ao consumidor final no valor de R$ 9 o quilo.

O produtor reservou na Estância Angélica, situada na altura do Km 5 da MS-040, três hectares para o plantio da uva. “Fica na estrada das Três Barras, no Km 5, à esquerda. Lé tem placa identificando”, detalha o caminho para interessados em consumir uvas colhidas na hora. O local fica aberto das 7h às 20h de segunda a sábado e, no domingo, até o meio dia.

Melhoramento genético ajuda a reduzir emissões de gases na pecuária, diz estudo
Um estudo coordenado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento mostrou que o aumento do desempenho produtivo do animal é uma das estra...
Produtores contratam R$ 25 bi em crédito rural de julho a agosto
os dois primeiros meses da safra agrícola 2017/2018, os médios e grandes agricultores contrataram R$ 25 bilhões em crédito bancário. O valor represe...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions