A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

24/01/2018 10:33

Motoristas profissionais são os mais multados em Campo Grande

Ranking de multas é seguido por alta velocidade em até 20% e falta de registro do veículo após transferência

Danielle Valentim
Ao todo, Detran aplicou 149.861 multas em Campo Grande(Foto: André Bittar)Ao todo, Detran aplicou 149.861 multas em Campo Grande(Foto: André Bittar)

Um ranking dos dez tipos de infrações mais registradas em Campo Grande em 2017 traz os motoristas de empresas como os mais penalizados. Como nem toda infração vira multa, pois o registro do erro é dividido em duas fases, a autuação e penalidade, a multa ao empresário dono do carro, é uma penalidade administrativa para estimular a identificação do motorista. Alta velocidade em até 20% e falta de registro do veículo após transferência são os próximos da lista.

Nem todas as multas foram aplicadas pelo Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), já que o trânsito de Campo Grande é municipalizado. O balanço divulgado reforça que a autuação é o processo de aviso ao proprietário referente a uma infração que ocorreu para o veículo, no qual existe uma data limite para entrar com defesa e identificação de condutor, ou seja, nem toda infração vira multa. Após a data-limite para defesa e caso não haja a manifestação do proprietário, esta autuação vira penalidade, ou seja, a mesma será cadastrada como multa com data limite para pagamento.

Com 19.432 autuações em Campo Grande, a NIC (Não Identificação do Condutor) que é uma penalidade aplicada à pessoa jurídica dona do veículo está prevista no art. 257, parágrafo 8, do CTB e também na Resolução 151 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito). A empresa pode entrar com recurso desde que a identificação contenha todos os critérios exigidos pelo órgão autuador. O condutor não precisa ser identificado quando as infrações são de responsabilidades da empresa.

Depois da NIC, 19.278 multas são referentes a transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%, seguido de deixar de efetuar registro do veículo em 30 dias, quando for transferida a propriedade com 15.340 autuações.

Em quarto lugar com 10.535 multas está a infração de transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% e até 50%. Conduzir o veículo registrado que não esteja devidamente licenciado é responsável por 8.201 multas.

Avançar sinal vermelho atingiu 6.466 multas, estacionar em desacordo com regulamentação 6355 e estacionar em local/horário proibido 5.633. Outros 5.533 motoristas foram multados por dirigir com celular na mão e outros 5.438 por falta de CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

No topo das 10 multas mais registradas no Estado está o de transitar em velocidade superior a máxima permitida em até 20% com 193.163, seguida por transitar em velocidade superior a máxima permitida em mais de 20% e até 50% com 58.447 multas e deixar de efetuar registro do veículo em 30 dias, quando for transferida a propriedade com 42.143.

Ao todo, Detran aplicou 149.861 multas em Campo Grande e 560.377 em todo os Estado.

 

 

Detran do MS adere a sistema que dá até 40% de descontos em multas
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) aderiu ao SNE (Sistema de Notificação Eletrônica) e dará até 40% de desconto no...
Condutor bêbado causa acidente e passageiro vai preso por crime ocorrido há anos
O motorista Cicero Adilson Leandro, 49 anos, foi preso por dirigir sob efeito de álcool e o passageiro do carro, José Lino Fernandes Cortez, por mata...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions