A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Setembro de 2019


28/08/2019 13:49

Em três anos, 18 cidades de MS somem do mapa do turismo nacional

Em 2016, 60 municípios do Estado estavam elencados pelo mecanismo do MTur; hoje são 42

Jones Mário
Porto Histórico de Ladário, uma das cidades que saiu do Mapa do Turismo nacional (Foto: Divulgação/Prefeitura de Ladário)Porto Histórico de Ladário, uma das cidades que saiu do Mapa do Turismo nacional (Foto: Divulgação/Prefeitura de Ladário)

O MTur (Ministério do Turismo) divulgou nesta semana a atualização do Mapa do Turismo, com 2.694 municípios e 333 regiões. Os números mostram redução de 18% no total de cidades validadas em 2017. Já Mato Grosso do Sul perdeu cinco municípios e, de 47, agora tem 42 entre os mapeados.

No comparativo com a atualização de 2016, 18 cidades sul-mato-grossenses “sumiram” do Mapa. Há três anos, 60 municípios do Estado estavam elencados pelo mecanismo do MTur.

Criado em 2013, o Mapa do Turismo serve para regrar o desenvolvimento das políticas públicas para o setor, além de nortear a distribuição de recursos da pasta.

Entre os municípios de Mato Grosso do Sul que deixaram o Mapa estão Ladário e Coxim. A dupla integra região pantaneira, destino para pescadores esportivos e ecoturismo. A primeira, vizinha à Corumbá, é banhada pelo rio Paraguai e chama atenção pelo estoque abundante dos principais peixes de água doce do País. A segunda integra a microrregião do Alto Taquari e é conhecida como “Portal do Pantanal”.

A lista de cidades sul-mato-grossenses que já integraram o Mapa e ficaram de fora da edição 2019 é extensa. Além dos já citados, a relação ainda tem Água Clara, Anaurilândia, Antônio João, Bandeirantes, Bataguassu, Brasilândia, Camapuã, Caracol, Dois Irmãos do Buriti, Figueirão, Guia Lopes da Laguna, Itaporã, Ivinhema, Laguna Caarapã, Pedro Gomes, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, São Gabriel do Oeste, Selvíria e Sidrolândia.

Para entrar no Mapa, o município deve ter órgão de turismo e conselho municipal ativos. O MTur ainda adotou novos critérios para a atualização, como ter orçamento próprio destinado ao setor e contar com empreendimentos cadastrados no Cadastur (Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos).

Categorias - O Mapa define ainda categorização dos municípios turísticos, que vai de “A” a “E”. O enquadramento das cidades em cada segmento varia de acordo com as dimensões da rede hoteleira e a quantidade de turistas domésticos e internacionais.

A categorização serve para subsidiar a tomada de decisões do MTur e subsidia a priorização de investimentos por programas da pasta em ações de infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos.

Campo Grande é a única do Estado na categoria “A”. A classe “B” tem Bonito, Corumbá, Dourados, Ponta Porã e Três Lagoas. Metade dos municípios sul-mato-grossense do Mapa (21) estão no segmento “C”.

Regiões - O Mapa do Turismo ainda distribui os municípios por regiões. As cidades do Estado estão em oito áreas. São elas: Bonito/Serra da Bodoquena, Caminho dos Ipês, Caminhos da Natureza/Cone Sul, Grande Dourados, Integra Costa Leste/Vale do Aporé, Pantanal, Rota Cerrado Pantanal e Vale das Águas.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.