A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

07/03/2015 19:41

A importância dos gestores de recursos humanos nos momentos de crise

Por Alessandra Vieira Martins (*)

Mesmo diante de um cenário pouco animador, a busca por melhores resultados se faz presente e necessária. Metas precisam ser cumpridas e projetos desenvolvidos ainda que com recursos limitados.

Para alcançar esses objetivos, muitos gestores de RH começam a perceber a necessidade de voltar os olhos para mudanças e adequações, afinal, nada é mais urgente no momento atual do que capacitar talentos, estimular a inovação e motivar cada membro da equipe.

Os gestores de RH são peças chave dentro das empresas, pois tem a importante missão de promover o engajamento dos funcionários e evitar que as incertezas contaminem a equipe. Para tanto, é preciso se comunicar de forma eficiente, construir boas relações e, acima de tudo, estar atento às necessidades individuais de cada membro da equipe.

Contudo, para manter essas características em momentos de crise, é imprescindível manter a calma e ter criatividade para realizar adaptações, buscar soluções alternativas para fazer com que os colaboradores da empresa mantenham-se motivados e, principalmente, cientes de tudo o que está acontecendo. Nesse momento uma boa comunicação interna vai colaborar para que os funcionários se envolvam e façam parte das mudanças de forma mais tranquila.

Em tempos de reduzir despesas e “apertar os cintos”, alguns custos são cortados quase a zero, como por exemplo, treinamentos e cursos. O gestor de RH dribla essa situação criando alternativas que permitem o crescimento e a valorização dos seus talentos, a fim de garantir aos colaboradores que todas as ações necessárias sejam tomadas para garantir a saúde da empresa e os empregos de todos.

São esses momentos que permitem que novos talentos sejam descobertos, pois nas horas mais difíceis as pessoas sentem necessidade de se reinventar e notam que tem habilidades que nem sabiam que tinham!

Temos que ter em mente que nem tudo está perdido e encarar esse momento como mais um desafio, tirando dele toda experiência e aprendizado que possa nos oferecer.

Os profissionais de Recursos Humanos tem papel de destaque nesse quadro e são determinantes nesse processo de mudanças e nova visão de trabalho, pois podem mostrar novos caminhos.

(*) Alessandra Vieira Martins é gestora de recursos humanos e gerente comercial na Perfil Humano RH, empresa especializada em recrutamento e seleção.

O roubo amago do cedro!
A história de um país que remete-nos a antiguidade histórica também leva-nos a homenagear nesse 22 de novembro a história de um povo que carrega em s...
Quando tudo podemos, o que queremos?
A feminilidade atual convive com o tempo e não é obscurecida pela maturidade, ao invés, resplandece, iluminada por uma luz que transcende os modelos ...
Imposto sindical e o fim da sua obrigatoriedade
O “imposto sindical”, assim denominado pela CLT no atual artigo 578, é uma contribuição obrigatória devida por todos aqueles que participarem de uma ...
Baile do desespero e do improviso
Quando começo uma visita hospitalar como palhaço, experimento um puro e sincero estado de desespero. Há 16 anos faço isso com certa frequência e, fel...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions