A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Novembro de 2018

17/11/2011 07:05

Eleição do Simted: Compromisso e Luta

Por Ivo Campos*

O resultado do pleito eleitoral do SIMTED – Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados – MS, para o triênio 2012/2015, foi mais uma demonstração de maturidade e de confiança da categoria, haja vista que, mais uma vez, venceu a proposta mais coerente com os anseios dos profissionais da educação, representada pela chapa “Compromisso e Luta”, encabeçada pelo professor João Vanderlei como presidente e pela professora Gleice Jane como vice.

O grupo vencedor, sem dúvida alguma, demonstrou que possui maturidade suficiente para conduzir as principais bandeiras de luta da educação no município de Dourados. É só observarmos que no bojo das suas propostas está intrínseca uma série de demandas da educação, tanto a nível local como da conjuntura nacional.

A Carta intitulada “Educação de Qualidade”, distribuída durante a campanha pelo grupo vencedor, por exemplo, destaca o apoio à luta pela implantação da Lei do Piso, que estabelece uma base salarial para todos (as) os (as) profissionais do magistério, a ampliação da hora atividade destinada ao planejamento, à luta pela aprovação do PNE – Plano Nacional de Educação, que estabelece metas de qualidade, luta pela implantação do piso salarial para 20 horas, bem como a destinação de 10% do PIB para a Educação, o que repercutirá em mais financiamento para a educação básica, além de tantas outras pautas de interesse da categoria.

Enfim, depois da apuração dos votos, todos acabam sendo vencedores, porque o que mais interessa, a partir da posse da nova diretoria em fevereiro, é a categoria. As disputas foram apenas durante o processo eleitoral. A partir do próximo ano todos devem se juntar para continuar a luta pelos interesses dos profissionais da educação.

Ressaltamos que, tanto na Chapa “Compromisso e Luta”, que venceu as eleições, como na Chapa 2 “Compromisso, Humildade, União e o Filiado em Primeiro lugar”, tem pessoas idôneas, e que também sempre estiveram na vanguarda das principais lutas da categoria.

Consolidado o resultado final do pleito, todos (as) devem continuar unidos (as), em torno das principais bandeiras de luta, mantendo presente o debate de idéias. A eleição foi justamente para renovar o oxigênio da classe. De agora em diante é “bola” pra frente, pois, há muito que fazer, lutamos pela construção de uma sociedade justa, e a educação é um dos principais pilares para o avanço desse processo.

(*) Ivo Campos é professor da Rede Municipal de Educação

campivo@hotmail.com

Lina Tâmega Peixoto: uma grande escritora da literatura brasileira
Historicamente, as mulheres presentes na literatura brasileira sempre contribuíram enormemente para a cultura do país. Uma delas é Lina Tâmega Peixot...
Por que o Brasil não está caminhando para a expansão da Internet?
A privatização do Sistema Telebrás, em 1998, foi o embrião para as empresas investirem na universalização das redes de telecomunicação, tornando-se u...
Triste boa notícia
A leitura é um dos maiores prazeres da vida. Mergulhar fundo no mar de palavras de belezas naturais, que ficam maravilhosas quando juntadas com maest...
Fim do Ministério do Trabalho: avanço ou supressão de direitos?
Numa eleição marcada por antagonismos e forte polarização, todo ato do presidente eleito tem sido motivo de fortes críticas, com especial endosso e e...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions