A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

03/07/2014 08:39

Fortalecimento da agricultura familiar

Por André Lobo Faro (*)

Considerada uma das atividades econômicas mais importantes no mundo, a agricultura familiar é responsável pela produção de grande parte dos alimentos consumidos. No Brasil, por exemplo, 70% dos alimentos são fornecidos pelos pequenos e médios produtores. Entre os principais cultivos estão mandioca, feijão, milho, café, arroz e trigo.

Tamanha é a grandeza da atividade, que 25 de julho se transformou no Dia da Agricultura Familiar. Além disso, 2014 foi escolhido pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, a FAO, como o Ano Internacional da Agricultura Familiar. Essa iniciativa pretende aumentar a visibilidade da atividade dos pequenos agricultores e destacar a importância do trabalho deles na erradicação da fome e da pobreza, na proteção do meio ambiente e no desenvolvimento sustentável.

No Brasil, dados do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) apontam que existem mais de quatro milhões de estabelecimentos familiares rurais, isso resulta em 74% da mão de obra empregada no campo. E a tendência é que esse segmento se fortaleça cada vez mais. O plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015 investirá R$ 24,1 bilhões para financiar a produção, a modernização das propriedades rurais e a compra de máquinas e equipamentos.

Com o estímulo à modernização, a indústria de equipamentos também se fortalece e amplia constantemente seus investimentos em inovação e tecnologia. A proposta desse segmento é transformar a atividade rural em uma ação lucrativa e segura. Para isso, disponibilizam ao mercado produtos ergonômicos e potentes, que exigem menos esforço físico na operação e ainda garantem aumento da produtividade

Um exemplo disso é o uso do Motocultivador no lugar da enxada para arar o solo. Ele é indicado para a horticultura, citricultura ou em áreas de pastos, em hortas ou sítios. Com o seu uso, o produtor consegue diminuir o tempo de trabalho de forma significativa, pois em uma área que gastaria até dois dias para preparar o solo, ele consegue reduzir para apenas meio dia. Além disso, existem também outras opções portáteis de fácil manuseio, como as motosserras para o preparo da lenha utilizada nos aquecedores de grãos e as roçadeiras, que ajudam na limpeza das pastagens entre as ruas das culturas.

Dentro do cenário econômico atual, esse é um dos segmentos que mais merece atenção, pois podemos perceber que a agricultura familiar só tende a crescer cada vez mais. Nos próximos anos, a atividade será responsável por novos empregos, aumento da renda familiar, crescimento da indústria e desenvolvimento tecnológico. O meio ambiente também será beneficiado, com a preservação do ecossistema e qualidade de vida para os seres vivos. Seguramente, podemos dizer que esse é um importante vetor de desenvolvimento do País.

(*) André Lobo Faro é diretor nacional de Vendas e Serviços da Husqvarna, líder global no fornecimento de equipamentos para o manejo de áreas verdes e que comemora 325 anos em 2014.

 

Um olho no peixe, outro no gato
O agro brasileiro poderia ser bem mais assertivo em sua comunicação com os mercados, aqui e no exterior. Falar mais das coisas boas que faz, seguindo...
Como transformar a nossa relação com a natureza?
Falar em meio ambiente não é algo abstrato. Se traduz no ar puro que respiramos, na água que bebemos e na fauna e flora que nos cercam. Somos depende...
Sem comunicação não há evolução
Os líderes do agronegócio hoje concordam que precisamos dialogar muito mais com a sociedade urbana, pois sem isso não teremos aderência nas necessida...
A Ciência e o desenvolvimento: o óbvio que deve ser lembrado
Um país só se desenvolve se tiver ciência sólida que se transforme em tecnologia empregada pelo setor produtivo. Isso tem sido sobejamente demonstrad...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions