A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

09/12/2011 15:57

Moinho In Concert, um espetáculo dedicado à vida

Por Silvio Andrade*

Tudo pronto para o grande espetáculo Moinho In Concert versão 2011, quarta edição, que reúne os alunos de dança e música da escola de artes Moinho Cultural Sul-Americano, que desde 2005 funciona em um prédio no porto geral de Corumbá. O evento será realizado às 20h deste sábado, em palco aberto na Praça Generoso Ponce, com entrada franca.

Moinho in Concert tem o patrocínio da Vale, parceira da escola, e as apresentações temáticas reúnem orquestra, coral, bailarinos e atores, em clima de muita emoção no tablado e também na platéia, onde os espectadores, em sua maioria, são familiares dos alunos. Este ano, o tema é “Luna – um olhar para a Terra”, que fala das estações da lua e suas relações com a vida.

Uma referência

O espetáculo finaliza um ano de muito trabalho e traz a público o desenvolvimento criativo dos 300 alunos da escola, que ensina artes para brasileiros e bolivianos. O evento, pela sua qualidade técnica, também contribui para fortalecer Corumbá como pólo da cultura regional e na formação de platéias, além de promover a fixação do profissional na sua cidade.

Nesta sexta-feira, às 20h, bailarinos e músicos realizam o último ensaio, já no palco que está sendo armado na Praça Generoso Ponce. A atividade também permitirá o trabalho de gravação mais detalhada da equipe de jornalismo da TV Morena. A emissorta transmitirá o Moinho In Concert para todo o Estado no do dia 24, às 8h. Ao todo, 350 pessoas estão envolvidas no evento.

Homenagem - O espetáculo foi escrito e orquestrado pelo musicista Leonardo Sá, que era gestor socioeducacional do Moinho Cultural e morreu em outubro. Esta edição do Moinho in Concert é dedicado ao Sá, como era conhecido, onde sua ex-mulher, Noemi Uzeda, assina a direção musical e regerá a Orquestra Vale Música. O filho do homenageado, Pablo, violoncelista, fará participação especial.

“Luna”, em nove atos, é um espetáculo dedicado à vida, onde o astrônomo renascentista Galileu (1564-1642) surge como um guia circunstancial. Revela os encontros da luz (Luz Crescente) e do amor (Lua Minguante). Nas fases da Luz Nova e Lua Cheia, metaforiza as relações humanas, e em especial, o embate da razão com a étnica e do bem com o mal.

Na direção artística, Márcia Rolon, bailarina e coreografa e presidente do IHP (Instituto Homem Pantaneiro), gestora da escola de artes. A direção coreográfica é de Beatriz de Almeida. Os figurinos dos bailarinos foram confeccionados pela Cooperativa Vila Moinho, formada por mães dos alunos do Moinho Cultural. A Oficina de Dança de Corumbá terá participação especial.

(*) Silvio Andrade é jornalista

O mundo virtual é tão perigoso quanto o real
Brasileiro adora novidade, estamos entre os países que adotam mais rapidamente novas tendências, principalmente tecnológicas. Se por algum tempo houv...
Insatisfação nacional
O descontentamento com a infraestrutura do país está na boca de todo mundo, seja na cidade ou no campo. No caso do agro, que movimenta 65% da safra p...
Hora de pensar, ainda mais, na escola dos filhos
Muitos pais já devem estar acostumados à rotina escolar e, por conta disso, durante novembro, dezembro e janeiro estão muito expostos com questões so...
A tecnologia na agricultura
Não existe qualquer tipo de dúvida que, os desafios postos à agricultura somente serão superados com a adoção de tecnologias modernas. Estas tecnolog...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions