A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Outubro de 2018

15/07/2018 16:55

Não sei vender. Será?

Por Mário Rodrigues (*)

Muitas pessoas acreditam que para ser vendedor é preciso nascer com um dom. Frequentemente, ouvimos pessoas dizendo: “não nasci para ser vendedor, não sei fazer isso”. No entanto, essa não é uma verdade absoluta, qualquer pessoa pode se tornar um vendedor, o primeiro passo é entender que, assim como em qualquer carreira, é preciso investir em especialização profissional.

Apesar de não encontrarmos cursos voltados para essa área nas universidades, existem bons cursos livres no Brasil e é preciso investir em treinamento e formação em escolas especializadas em fornecer conteúdo e, principalmente, ferramentas práticas, nos quais se obtém capacitação sobre os quatros pilares fundamentais para sustentar a carreira do vendedor: indicadores de resultados, processo de vendas, competências em vendas e fatores motivacionais.

Outro fator importante para quem deseja se tornar um vendedor profissional é adquirir conhecimentos e desenvolver habilidades e atitudes de um negociador. Negociar deve ser natural para essa profissão, sem forçar nenhuma situação. Embora não sejam culturais para a maior parte dos brasileiros, essas características podem ser desenvolvidas com treinamento, aperfeiçoamento, experiência e dedicação.

Para atender bem um cliente, é imprescindível entender sua exata necessidade, saber o que ele procura para resolver esse problema e, então, apresentar uma solução que vai supri-la da maneira mais eficiente. Em outras palavras, o profissional de vendas precisa desenvolver sua capacidade investigativa e de fazer perguntas que vão ajudar o comprador na sua decisão de compra. Afinal, quando é bem atendido, o cliente naturalmente passa a dar mais valor a isso e dispõe-se a pagar mais.

A partir do momento em que a pessoa estuda para se tornar um especialista em vendas, ela desenvolve técnicas capazes de fazer com que o outro lado sempre perceba que o melhor negócio está presente naquela oportunidade. Para isso, é preciso estar preparado, praticar a escuta ativa, ou seja, saber ouvir, fazer as perguntas, e falar a coisa certa na hora certa. Detalhes como ir para uma reunião já sabendo do que se trata e o que vai acontecer, conhecer tudo sobre o produto ou serviço em questão, ser mais que um folheto ambulante, fazendo assim com que o cliente enxergue valor no que está sendo oferecido.

Diante disso, sempre ressalto que qualquer pessoa pode ser um vendedor, basta estar tecnicamente preparado para isso. No mundo das vendas, a pessoa precisa de exposição e feedback para crescer. É preciso "dar a cara à tapa", fazer simulações, se expor, treinar e se transformar, o segredo é entender que a venda é uma ciência e arte ao mesmo tempo. Essas são as chaves para se transformar em um bom vendedor.

(*) Mário Rodrigues é diretor do Instituto Brasileiro de Vendas (IBVendas) – www.ibvendas.com.br. 

Quem controla o que comemos?
O debate sobre o uso dos agrotóxicos, culturas agrícolas transgênicas, plantações orgânicas e a qualidade dos produtos alimentícios que consumimos au...
Até onde a empresa tem poder sobre o empregado?
Como amplamente divulgado pela imprensa e nas redes sociais, o empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan, divulgou um vídeo no qual diz clarament...
As injustas críticas à Justiça do Trabalho
A Justiça do Trabalho ultimamente tem sido objeto de severas e injustas críticas de pessoas e setores da sociedade como sendo uma instituição cara qu...
Esquerda ou direita?
Desde que o homem se viu em pé e olhou para o lado, vive em constante conflito, em luta permanente pela mulher e pelo território. A história da human...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions