A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Março de 2017

18/01/2012 19:24

Queremos a conclusão do recapeamento da Rua Bela Vista

Por Ivo Campos*

Segundo a Coluna “De Olho” do Jornal DiárioMS do 18 de janeiro de 2012, cidadão douradense relatou que a empreiteira responsável pelos serviços de recapeamento e tapa-buracos da cidade de Dourados, vem utilizando material de má qualidade para recuperação das vias públicas. Segundo o cidadão, nem completou uma semana e o asfalto do cruzamento das Ruas Ponta Porã e Benjamim Constant já está se deteriorando.

A observação do cidadão é oportuna. É preciso mais fiscalização sim. Essas empresas ganham um horror de dinheiro por metros quadrado de recuperação de asfalto. É dinheiro público que precisa ser melhor aplicado. Ainda mais em um governo municipal que se diz transparente...

Aproveitamos a oportunidade para cobrar da Prefeitura à conclusão do serviço

de recapeamento da Rua Bela Vista. Nunca é demais lembrar que, esse serviço foi iniciado na gestão do prefeito cassado. Essa via recebeu recapeamento desde a Rua Cuiabá até a Rua Frei Antônio (antiga W 17). Na realidade o serviço deveria ter chegado até a Rua Manoel Rasselem, no entanto, sabe-se se lá o que aconteceu e o serviço não foi concluído. A pergunta que fica no ar é a seguinte: Será que o recurso foi somente para fazer o recapeamento até onde mencionamos, ou na época fizeram lambança com o restante do dinheiro, que seria para concluir o serviço de recapeamento até na Rua Manoel Rasselem?

Os moradores do Jardim Água Boa, BNH 4º Plano, Jardim Vista Alegre e Conjunto Campo Dourado e outros, gostariam que a Prefeitura desse uma resposta a essa pergunta, e que também fosse tomada as medidas necessárias, tanto para a solução do problema, quanto para a possibilidade do sumiço do dinheiro.

Há poucos dias, a Prefeitura fez um serviço paliativo ao tapar alguns buracos nessa via, porém todos sabem que isso não irá solucionar o problema, pois com a temporada de chuvas a rua ficará novamente praticamente intransitável.

A recuperação da malha asfáltica, em ruas que não possui galeria para captação de água pluvial, por si só já não oferece nenhuma durabilidade. Portanto, se não houver uma fiscalização mais rígida sobre essas empreiteiras na maioria muito gananciosas, as mesmas passam a usar material de má qualidade e o resultado todas já sabem: É recursos público indo pelo ralo...

( * ) Ivo Campos é professor da Rede Municipal de Educação em Dourados.

A diferença entre a vida e a morte na BR-163 em MS
Em casos de acidente com trauma, a diferença entre a vida e a morte pode estar na rapidez do atendimento às vítimas e na eficácia dos procedimentos d...
A carne que trabalha
A deflagração da chamada “Operação Carne Fraca”, no último fim de semana, tornou conhecidas do público em geral práticas mercadológicas adotadas pelo...
Gestão sustentável das águas: um desafio a ser conquistado!
Distante da atenção midiática, a urgência ambiental no cuidado com as águas passa quase despercebida. No dia 22 de março, quando comemoramos o Dia Mu...
Mensagem interessante
Nestes tempos em que somos bombardeados por notícias de mal-feitos por todo lado, diariamente, de todas as atividades, em que reputações são desmonta...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions