ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Antes da população em geral, há vários grupos prioritários pendentes de vacina

Em MS, apenas Japorã e Rio Verde aguardam autorização para iniciar aplicação fora dos grupos de risco

Por Lucia Morel | 13/05/2021 16:52
Vacina sendo aplicada no drive-thru do Parque Ayrton Senna. (Foto: Marcos Maluf)
Vacina sendo aplicada no drive-thru do Parque Ayrton Senna. (Foto: Marcos Maluf)

Com apenas dois municípios em vias de encerrar a vacinação contra covid-19 nos grupos prioritários, Mato Grosso do Sul ainda está longe de começar a vacinar a população em geral abaixo dos 59 anos de idade. Apenas Japorã e Rio Verde poderão fazê-lo nos próximos dias, mas dependem de autorização do Ministério da Saúde para isso.

Secretário municipal de saúde de Rio Verde, Roberto Martins da Silva diz que a última etapa dos prioritários começou ontem, com vacinação dos trabalhadores da indústria. Depois disso, é esperar a liberação federal. “Daí vamos retomar a vacinação da população em geral, a partir dos 59 anos”, disse.

Já no restante do Estado, antes da imunização chegar à toda população, precisa alcançar ainda as pessoas em situação de rua, presos, caminhoneiros, trabalhadores industriais e também os que atuam nos transportes ferroviário, aquaviário, portuários e aéreo.

O avanço da vacinação também depende do envio de mais imunizantes pelo Ministério da Saúde, que diante da dificuldade de produção das vacinas, com ausência de ingredientes necessários para fabricação, que vêm da China, tem reduzido o número de doses da Coronavac, por exemplo.

Fonte: Plano Estadual de Vacinação contra Covid-19 / SES
Fonte: Plano Estadual de Vacinação contra Covid-19 / SES

Conforme a SES (Secretaria de Estado de Saúde), antes de começar a vacinação dos grupos não prioritários, é preciso que entre os previstos, 90% deles sejam alcançados. “Até a presente data, o PNI (Plano Nacional de Imunização) não iniciou a vacinação de todos os grupos prioritários”, sustenta a pasta.

Em Campo Grande, a vacinação segue nesta quinta-feira junto às pessoas a partir dos 18 anos que tenham comorbidades. A segunda dose de quem recebeu a Astrazeneca também ocorre.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário