ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  22    CAMPO GRANDE 29º

Cidades

Quase metade da população não completou esquema vacinal contra covid-19 em MS

Em 2023, 92,5% de MS tomou primeira dose da vacina, mas adesão às outras doses ficou abaixo da média nacional

Por Mylena Fraiha | 24/05/2024 13:25
Vacina sendo aplicada em idoso, em Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami)
Vacina sendo aplicada em idoso, em Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami)

Em 2023, 92,5% da população de Mato Grosso do Sul com cinco anos ou mais haviam tomado pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19. No entanto, apenas 53,2% dos residentes completaram o ciclo vacinal com todas as doses recomendadas até o primeiro trimestre de 2023, um percentual abaixo da média nacional de 58,6%.

Esses dados foram revelados pela Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (24).

A pesquisa também mostra que as mulheres foram as que mais receberam ao menos uma dose, com 93,9% da população feminina (1,22 milhão), enquanto cerca de 91,1% (1,17 milhão) dos homens tinham recebido ao menos uma dose. A adesão completa à vacinação foi ligeiramente maior entre as mulheres (54,1%) do que entre os homens (52,2%).

Quando comparado com outras Unidades da Federação, Mato Grosso do Sul ocupa a 7ª posição em menor percentual de vacinação completa, sendo Pernambuco o estado com maior adesão (67,6%) e Roraima o menor (35,5%).

Fonte: IBGE - Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Anual - 1º trimestre
Fonte: IBGE - Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Anual - 1º trimestre

Em relação à faixa etária, 51,3% das pessoas entre 5 e 17 anos em Mato Grosso do Sul tomaram todas as doses recomendadas, enquanto na população de 18 anos ou mais o percentual foi de 53,6%.

A pesquisa também revela que, por grau de instrução, as pessoas com ensino superior completo foram as mais vacinadas, com 98,5% recebendo pelo menos uma dose. Em contraste, 94,5% da população sem instrução ou com menos de um ano de estudo foram imunizadas com ao menos a primeira dose.

Quando analisado pelo aspecto urbano ou rural do domicílio, no estado há uma maior cobertura percentual entre os moradores da zona rural. Enquanto na zona urbana 90% dos entrevistados alegaram terem tomado pelo menos uma dose da vacina, na zona rural o percentual chega a 96,4%.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias