ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  26    CAMPO GRANDE 30º

Cidades

Candidatos começam a deixar locais de provas do Enem na Capital

Entrevistados afirmaram que gostaram na elaboração das perguntas, bem como o tema da redação

Por Flávio Veras | 21/11/2021 17:36
Entrvistados afirmaram que o contéudo da prova ficou dentro do esperado por eles (Marcos Maluf)
Entrvistados afirmaram que o contéudo da prova ficou dentro do esperado por eles (Marcos Maluf)

Os candidatos que prestaram a primeira etapa do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) neste domingo (21) em Campo Grande já começaram a deixar os locais da prova. De acordo com os entrevistados pelo Campo Grande News, as perguntas não fugiram do conteúdo estudado e o tema da redação não fugiu do esperado.

Este ano os estudantes tiveram elaborar um texto com a seguinte temática: "Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil". O anúncio do tema foi anunciado pouco depois do início do Exame pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro, pelo Twitter.

Uma das candidatas que gostaram tanto das questões, quanto o tema da redação, foi a treineira de 14 anos, Analice Matos. Apesar de estar no 1º ano do Ensino Médio, resolveu participar do exame este ano como forma de preparação.

Algo que pode ser considerado importante, já que ela pretende cursar as faculdade de Psicologia ou Medicina. Ambos fazem parte das áreas acadêmicas mais concorridas nos vestibulares brasileiros.

"Minha mãe é psicóloga e quero seguir a profissão dela, pois é algo que admiro muito. Outra opção seria outra a medicina”, revelou Alice afirmando que achou a prova cansativa, principalmente na questão de múltipla escolha.

“Acho que me sai melhor na redação do que nas de múltipla escolha. No entanto, ainda sou treineira e estou fazendo a prova para não ser algo tão novo quando finalmente concluir o 3º ano”, projetou Analice.

Analice, de 14 anos, aproveitou o exame deste ano para se se aprimorar (Marcos Maluf)
Analice, de 14 anos, aproveitou o exame deste ano para se se aprimorar (Marcos Maluf)

Já Paulo Inácio, de 17 anos, está concluindo o 3º ano do Ensino Médio, portanto a prova servirá para ele tentar ingressar no curso de Agronomia. Ele afirmou estar confiante, pois essa primeira estava foi elaborada dentro do conteúdo estudado por ele.

“Fiz primeiro as questões normais, fiquei em dúvida, revisei bastante para responder da melhor maneira. Além disso, coloquei como objetivo escrever ao máximo com as minhas palavras e acredito que consegui. Acho que dá pra tirar uma boa nota”, analisou Paulo.

Paulo, de 17 anos, afirmou estar satisfeito com seu desempenho hoje (21) (Marcos Maluf)
Paulo, de 17 anos, afirmou estar satisfeito com seu desempenho hoje (21) (Marcos Maluf)

A estudante Mariana Savaris, também de 17 anos, usou a estratégia de responder primeiro às questões de língua estrangeira. Ela afirmou também que o exame a surpreendeu, já que foram elaboradas questões sobre povos indígenas.

“Não esperava que essa fosse a temática da prova. Imaginei que seria algo em torno da pandemia e a vacinação contra a Covid-19. No entanto, acredito que fui bem e um pouco ansiosa pelo resultado. Além disso, estou com um pouco de medo da segunda etapa, já que não sou muito boa em Exatas”, encerrou.

Mariana, de 17 anos, se diz ansiosa com o resultado, terminado o prmeiro dia de prova (Marcos Maluf)
Mariana, de 17 anos, se diz ansiosa com o resultado, terminado o prmeiro dia de prova (Marcos Maluf)

O Enem segue no próximo domingo (28), quando os candidatos farão as provas de matemática e ciências da natureza. O exame seleciona estudantes para vagas do ensino superior públicas, pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada), para bolsas em instituições privadas, pelo Prouni (Programa Universidade para Todos), e serve de parâmetro para o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Os resultados também podem ser usados para ingressar em instituições de ensino portuguesas que tenham convênio com o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Nos siga no Google Notícias