A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Agosto de 2019

10/08/2019 14:52

Com 24 mil casos registrados, Capital recebe visita de comissão da Câmara

Índices considerados alarmantes levaram ao agendamento em Campo Grande

Silvia Frias
De janeiro até julho deste ano a Casa da Mulher Brasileira fez 82.561 atendimentos  (Foto/Arquivo: Henrique Kawaminami)De janeiro até julho deste ano a Casa da Mulher Brasileira fez 82.561 atendimentos (Foto/Arquivo: Henrique Kawaminami)

Por conta do alto registro de casos de violência contra a mulher, a Comissão Externa de Combate à Violência Doméstica e ao Feminicídio da Câmara de Deputados estará em Campo Grande nesta segunda-feira (12).

A vinda do colegiado atende solicitação da deputada federal Rose Modesto (PSDB/MS), que integra a Comissão. Na visita técnica, a comissão irá avaliar os protocolos e políticas públicas que estão sendo aplicados no estado, coletar informações que ajudem o legislativo federal a propor soluções e a desenvolver campanhas de conscientização.

Na programação, consta a visita à Casa da Mulher Brasileira, de casa abrigo às vítimas e recebimento do Mapa da Violência Contra a Mulher no Estado.

De acordo com Secretaria de Direitos Humanos, no primeiro semestre deste ano foram registrados 24.646 casos de violência contra a mulher em MS. “É um registro a cada 12 minutos, cinco por hora e 115 por dia, são números alarmantes”, disse Rose.

Do total dos registros, 10.218 casos de violência doméstica; 9.305 ameaças; 4.249 lesões corporais dolosas (quando o agressor causa dano físico ou psicológico nas vítimas); 792 estupros; 60 tentativas de feminicídio e 22 feminicídios.

De janeiro até julho deste ano a Casa da Mulher Brasileira fez 82.561 atendimentos às vítimas de violência doméstica e familiares.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions