ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  21    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Curada e na companhia da mãe, Bruna é 1ª paciente a voltar com vida para MS

Ela passou uma semana na capital rondonense tratando de covid-19 em leito de UTI

Por Lucia Morel | 11/06/2021 17:58



Uma semana depois de chegar intubada em Rondônia, Bruna Maria dos Santos Duarte, 29 anos, voltou hoje para casa, em Dourados, na companhia da mãe. Ela estava entre os primeiros nove pacientes enviadas ao estado do Norte para atendimento intensivo de covid-19 por falta de vagas em Mato Grosso do Sul. É a primeira a retornar com vida.

Houve festa e muitas lágrimas na despedida dos profissionais de saúde que a assistiram nos últimos dias. Em seu depoimento, Bruna agradeceu os cuidados e ressaltou a felicidade de voltar para casa.

Nem consigo falar de tão feliz que estou. Deus permitiu que eu vivesse de novo”, declarou.



A alta ocorreu hoje, sete dias depois de chegar em Porto Velho, em leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Mais sete sul-mato-grossenses continuam internados em Rondônia, sendo um rapaz de 29 anos que está prestes a sair da unidade intensiva.

Dos demais pacientes, segundo a Secretaria de Saúde de Rondônia, três estão em estado gravíssimo e outros três ainda em ventilação, mas com quadro de saúde estável.

Mortes - Morreu na noite dessa quinta-feira (10), o quarto paciente que precisou ser levado para outro estado diante do colapso na rede hospitalar de Mato Grosso do Sul. O homem, de 76 anos, estava no Hospital Geral da Vila Penteado, em São Paulo (SP).

Ele havia sido transferido de Campo Grande para a capital paulista no domingo, dia 6, junto com outras quatro pessoas. É segunda morte de paciente da Capital.

O terceiro paciente, um homem de 66 anos, que também estava internado em São Paulo, morrei na madrugada de quarta-feira (9). Paciente grave, com covid, ele havia sido transferido de Campo Grande no dia anterior.

O segundo paciente dentre os transferidos morreu no dia 8. Morador de Maracaju, Antônio de Souza Ferreira tinha 53 anos e havia sido transferido para São Paulo dois dias antes. O primeiro óbito, de Nice Menanin, de 52 anos, que havia sido transferida de Dourados para Porto Velho, capital de Rondônia na sexta-feira (4), ocorreu na segunda-feira, dia 7.

Ao todo, Mato Grosso do Sul já enviou 25 pacientes para tratamento fora do Estado, cinco deles moradores de Campo Grande. A secretaria estadual de Saúde informou que vai trazer todos os corpos para serem sepultados “em casa”. Por questões sanitárias, os corpos seguirão diretamente para o enterro, sem qualquer cerimônia de velório.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário