ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 30º

Cidades

Durou pouco: Capital volta à “bandeira vermelha”, com toque de recolher às 21h

Com risco extremo de contágio, Dourados ganha bandeira cinza e deve endurecer medidas restritivas

Por Anahi Zurutuza e Helio de Freitas, de Dourados | 25/05/2021 18:22
Região do Shopping Campo Grande vista de cima durante toque de recolher (Foto: Gabriel Marchese | Arquivo Campo Grande News)
Região do Shopping Campo Grande vista de cima durante toque de recolher (Foto: Gabriel Marchese | Arquivo Campo Grande News)

Com quase todo o mapa de Mato Grosso do Sul pintado de novo de vermelho, que indica alto risco de contrair a covid-19 e de colapso no sistema de saúde, Campo Grande deve voltar a ter toque de recolher às 21h. Com a terceira onda da epidemia em expansão, a Prefeitura informou pela manhã que aguardava a publicação do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança na Economia) para eventual adoção de medidas mais restritivas.

Atualmente, a Capital está classificada na bandeira laranja, que indica grau médio de risco. Mas com a classificação nova, que deve ser oficialmente divulgada até quinta, a partir do dia 28, próxima sexta-feira, a Capital já deve antecipar o toque de recolher para 21h.

A última edição do Prosseguir foi divulgada em 12 de maio, com validade até amanhã (dia 26). Na bandeira laranja, por exemplo, o toque de recolher é menos rígido: das 22 às 5h.

Em março, quando houve antecipação de feriados e fechamento do comércio presencial, a Capital tinha bandeira cinza no Prosseguir, que alerta para risco extremo de transmissão da covid e orienta funcionamento somente das atividades essenciais.

O programa do governo tem as seguintes classificações: verde (grau baixo), amarelo (tolerável), laranja (médio), vermelho (risco alto) e cinza (extremo).

Avenida Marcelino Pires, em Dourados, já quase sem movimento, depois das 18h (Foto: Helio de Freitas)
Avenida Marcelino Pires, em Dourados, já quase sem movimento, depois das 18h (Foto: Helio de Freitas)

No interior - Única cidade de Mato Grosso do Sul classificada com a bandeira cinza, Dourados vai adotar toque de recolher das 20h às 5 desta quarta-feira (26) até sábado (29). Essa será a única mudança nesses quatro dias restantes da semana.

Na sexta-feira (28), o prefeito Alan Guedes (PP) vai se reunir com representantes de setores da sociedade para discutir quais outras medidas serão tomadas para vigorar de domingo (30) em diante.

Entretanto, o “fechar tudo”, como indica o Prosseguir, criado pelo Governo do Estado para orientar municípios sobre como lidar com as ondas de contágio do novo coronavírus, dificilmente será adotado neste momento em Dourados.

A reportagem apurou que na avaliação da Prefeitura de Dourados, adotar o “fecha tudo” só na cidade não teria eficácia por conta do contexto regional. O sistema tem indicado que 60% dos pacientes na fila de UTI são de cidades da região, que estão com bandeira laranja (grau médio) e até bandeira amarela. Planilha divulgada hoje revela 39 pacientes esperando leito de UTI em Dourados.

Veja como ficaram os demais municípios no mapa:

Classificação dos municípios de MS de acordo com o Prosseguir, divulgado hoje (Foto: Reprodução)
Classificação dos municípios de MS de acordo com o Prosseguir, divulgado hoje (Foto: Reprodução)


*Matéria alterada às 20h22 para correção de informações.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário