A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 13 de Outubro de 2019

23/04/2019 08:21

Empresas abrem guerra e governo anula licitação dos kits escolares

Durante o processo licitatório, que começou em agosto de 2018, foram oito impugnações

Aline dos Santos
Kits escolares são para atender 230 mil alunos da rede estadual. (Foto: Edemir Rodrigues)Kits escolares são para atender 230 mil alunos da rede estadual. (Foto: Edemir Rodrigues)

Com briga entre empresas, o governo anulou a licitação de R$ 18 milhões para a compra de kits escolares que devem atender 230 mil alunos da rede estadual de ensino. A SAD (Secretaria Estadual de Administração e Desburocratização) divulgou hoje (dia 23) a anulação do pregão eletrônico 156/2018, cujo objeto era registro de preço para compra dos kits escolares.

A decisão foi a pedido da SED (Secretaria de Estado de Educação) porque a demora na compra dos materiais prejudicou os estudantes. Na corrida pela licitação milionária, cinco empresas participaram do pregão.

Mas a principal batalha foi travada pelas empresas Brink Mobil Equipamentos Educacionais, então vencedora, e a Guardian Comercial e Serviços Eireli. A pedido de ambas, o TCE/MS (Tribunal de Contas do Estado) suspendeu o processo licitatório por duas vezes.

Conforme o governo, as duas empresas transformaram a licitação em uma verdadeira guerra, com ação também no TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

Durante o processo licitatório, que começou em agosto de 2018, foram oito impugnações e SAD precisou fazer adequações ao edital para não anular o pregão.

“Se não houvesse tantas intercorrências, a compra teria sido finalizada em cerca de 60 ou 90 dias e os materiais escolares seriam entregues no início do ano letivo”, informa o governo.

A licitação foi lançada para comprar cadernos, lápis preto e lápis de cor, borrachas, apontadores, réguas, colas, giz de cera, canetas, transferidores, esquadros e tesouras sem ponta para atender os 230 mil alunos das 366 escolas estaduais de Mato Grosso do Sul. (Matéria editada às 9h22 para correção de informação)



Alguem pode me explicar para que serve licitação? Para fazer concorrencia honesta e aberta não, pois todos sabem das falcatruas para fazer alguma empresa especifica ganhar. E uns politicos levando "o deles"...
Agora quem trabalha no serviço publico e precisa realizar uma compra não consegue. Pelo menos não em um tempo razoavel, muitas vezes uma simples compra leva 8 meses. E como nem todas as empresas estão dispostos a enfrentar a burrocracia e fornecer aquele monte de documentos, às vezes custa o dobro que comprar pelo internet (pois vc depende de outra empresa fazer a revenda).
Se licitação foi um jeito tão bom de fazer compras, porque empresas grandes não fazem? Afinal, estes também querem comprar produtos de qualidade pelo menor preço...
Hora de revisar esta legislação do seculo 19.
 
marc em 23/04/2019 10:31:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions