ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  27    CAMPO GRANDE 29º

Cidades

Estado tem 947 casos de covid-19 em um dia e uma morte a cada hora e meia

Número de óbitos pela doença na Capital saltou 83% em apenas duas semanas

Por Jones Mário | 12/08/2020 11:39
Teste rápido para identificar presença de anticorpos para novo coronavírus (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Teste rápido para identificar presença de anticorpos para novo coronavírus (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) apresentou 947 novos casos confirmados de covid-19 e mais 15 mortes - uma a cada hora e meia - no boletim de hoje (12).

Mato Grosso do Sul agora soma 33.509 ocorrências da doença em pandemia, salto de 43,1% em relação aos dados de duas semanas atrás. O total de mortes chegou a 558, crescimento de 63,1% nos registros.

A média móvel de novos casos diários é de 742. O recurso estatístico soma o total de casos em uma semana e divide por 7, a fim de superar eventuais “buracos” deixados nos fins de semana e feriados, quando o efetivo das equipes de Saúde diminui e os registros também.

(Infográfico: Reprodução/SES)
(Infográfico: Reprodução/SES)

Quase metade dos casos novos apresentados hoje são de Campo Grande (429). Três Lagoas (56), Corumbá (54) e Miranda (52) também registraram números significativos.

Dos 15 novos óbitos, quatro são da Capital - dois homens, de 77 e 86 anos, e duas mulheres, de 79 e 48.

Corumbá também teve quatro novos falecimentos - homens de 77 e 82 anos, e mulheres de 73 e 69 anos.

Também morreram dois homens em Miranda, de 68 e 57 anos; um idoso de Jardim, de 71 anos; um senhor de Guia Lopes da Laguna, aos 72 anos; uma idosa de Dourados, de 83 anos; um homem de 44 anos de Sidrolândia; e outro de 55, de Nova Andradina.

(Infográfico: Reprodução/SES)
(Infográfico: Reprodução/SES)

A covid-19 já matou 150 pessoas no Estado apenas em agosto. O mês passado, mais letal até aqui, terminou com 318 óbitos.

A média móvel de mortes em Campo Grande está em 6,4 por dia. São 62 vítimas irrecuperáveis em apenas 12 dias de agosto. Em julho foram 130 vidas perdidas para o novo coronavírus. Ao todo, são 204 óbitos na Capital. O aumento em duas semanas foi de 83,7%.

Daqui 14 dias, no dia 26 de agosto, aniversário de Campo Grande, talvez a gente tenha uma situação muito complicada, com mais 7 mil casos novos. Então, faça sua parte”, pediu a secretária-adjunsta da SES, Christinne Maymone, durante transmissão ao vivo.

A Capital lidera em casos confirmados da doença, com 13.940 até aqui - aumento de exatos 50% em relação ao total registrado há 14 dias. Dourados vem na sequência, com 4.666 ocorrências, e depois Corumbá, com 1.704.

(Infográfico: Reprodução/SES)
(Infográfico: Reprodução/SES)

Hospitais - Segundo dados da SES, 514 pacientes da covid-19 estão internados no Estado, além de mais sete pessoas de outros estados. Os doentes ocupam 300 leitos clínicos e 221 de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

A taxa de ocupação dos leitos públicos de UTI na macrorregião de Campo Grande está em 87% - praticamente nove a cada dez camas em uso. Do percentual, 46% têm diagnóstico positivo para covid-19 ou estão sob suspeita de contaminação.

A macro de Dourados tem metade dos leitos de UTI do SUS (Sistema Único de Sáude) ocupados. Na região de Três Lagoas, a taxa é de 30%. Na de Corumbá, de 77%.

Regras de comentário