A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

16/04/2019 12:21

Governo quer arrecadar mais de 30 mil agasalhos em campanha

Campanha vai receber doações de agasalhos, que depois serão repassados para famílias carentes

Leonardo Rocha
Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante lançamento de campanha (Foto: Henrique Kawaminami))Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante lançamento de campanha (Foto: Henrique Kawaminami))

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) lançou hoje (16), durante a manhã, a quinta edição da Campanha do Agasalho, com a intenção de arrecadar peças de roupas, que serão repassadas para famílias carentes durante o inverno. A expectativa é conseguir a doação de mais de 30 mil itens, superando os números dos anos anteriores.

“A meta é superar 30 mil (agasalhos), para atender mais entidades carentes. Quando começamos em 2015, foram doadas 11,7 mil peças, já no ano passado chegamos a 28 mil (roupas), mostrando que melhorou a adesão”, disse Reinaldo, em evento no auditório da Governadoria.

Ele ainda citou que quando começou foram atendidas 24 entidades e que no ano passado se chegou a 47 (entidades), devido o aumento da arrecadação. “A cada ano a mobilização é maior e temos mais sucesso na campanha. Estes agasalhos fazem muita falta para quem precisa”, observou o governador.

Reinaldo disse que vai pedir apoio de entidades públicas e privadas, para que também ajudem nas doações e arrecadação de agasalhos. Ele aproveitou o evento, para pedir, por exemplo, que os 24 deputados possam fazer parte desta mobilização.

A primeira-dama, Fátima Azambuja, que é a madrinha da campanha, disse que espera o empenho dos servidores estaduais, e ainda sugeriu que quem ajudasse, também participe da entrega dos agasalhos. “A emoção e a gratidão das pessoas não tem preço, recomendo a participar (entrega), para ter consciência da importância do que está fazendo”.

A campanha terá como pontos de recolhimento as repartições públicas do Governo, e tem como foco a participação dos 75 mil servidores ativos e inativos, porém também está aberto para população. As entidades escolhidas para receber as roupas, são as que já estão cadastradas na Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho).

“Estas entidades são aquelas que atendem as famílias mais carentes, que contempla diferentes públicos, desde crianças, adolescentes a idosos”, disse a secretária estadual de Assistência Social, Elisa Cleia.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions